m a n d i o c a . l e l ê

Icono

Brasil en linea y San Pablo a toda hora: crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

– “Preconcepto es rutina..”: dicen brasileros en Europa

Preconceito é rotina, dizem brasileiros na Europa: Embora as dúvidas estejam cada vez maiores sobre a versão da advogada Paula Oliveira, supostamente atacada por três neonazistas na Suíça na última segunda-feira, brasileiros residentes na Europa afirmam que o preconceito suportado é quase diário. Mais comuns, os casos de brasileiros deportados em massa nos aeroportos da Espanha não necessariamente não os mais frustrantes para quem cruza o Atlântico. No caso mais grave encontrado pela reportagem, um brasileiro com cidadania italiana foi acusado por um homicídio que não cometeu, durante uma estada de cinco dias no sul da Suíça. “Foi a pior experiência da minha vida. Tenho dificuldades até hoje de lembrar deste dia”, relata Casagrande, que prefere não ter o nome completo divulgado. Segundo o imigrante, que mora há 20 anos na Europa e há seis estabeleceu residência na França, a polícia o acusou apenas porque ele não era da região em que o tal crime havia sido praticado. Casagrande estava de passagem por Lugano, na Suíça, onde pensava em morar depois de não agüentar mais o preconceito que sentia havia 10 anos na Itália, apesar de ter cidadania do país. Ele contou que, ao ingressar na casa de uma amiga brasileira, foi abordado por policiais suíços que o acusavam de ter matado uma mulher naquele mesmo dia. “Eles nem quiseram me ouvir. Me agarraram, me algemaram, me levaram para a delegacia e lá tiraram toda a roupa, me tocaram por tudo”, contou. “É uma indiferença completa com o estrangeiro como eu nunca vi igual.” O último relatório do Conselho dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a Suíça, de 2007, denuncia “um dinamismo xenófobo e racista” no país. Na época, o observador da organização, Doudou Diène, havia ficado espantado com o aumento exacerbado das preocupações ligadas à segurança, precisamente sobre o quanto os suíços relacionam os problemas de violência aos imigrantes estrangeiros. Casagrande, que hoje tem dois filhos com uma francesa e mora na cidade de Bar-sur-Aube, só foi libertado pelos policiais oito horas depois, quando o verdadeiro assassino, suíço, confessou o crime. “Nunca mais boto os meus pés lá. A França também têm seu lado de preconceito, mas nada se compara à Suíça ou à Itália.” Liberdade, igualdade, fraternidade Mas, para outros brasileiros que vivem na França, o país – berço dos Direitos do Homem – também não parece ser o lugar ideal para um estrangeiro viver. Por causa do preconceito que sofre no local de trabalho, a médica Juliana conta os dias para que a sua residência em um hospital parisiense termine. Há quatro meses morando na capital francesa, a jovem de 27 anos ficou espantada com as demonstrações de racismo dos colegas médicos franceses. “Simplesmente eu não imaginava que no país onde foi criada a célebre frase ‘liberté, égalité et fraternité’ (liberdade, igualdade e fraternidade) e, portanto, culturalmente desenvolvido, houvesse tanto racismo, disfarçado ou não. Sofro diariamente no hospital”, afirmou Juliana. Ela conta que tem de suportar agressões psicológicas dos colegas, “pequenos episódios diários de ridicularização e comentários cheios de ironia”. Conforme a médica, os residentes franceses não sofrem qualquer discriminação, mas ela e os outros estrangeiros são constantemente alvo de deboches, além de serem responsáveis pelas tarefas menos importantes durante o curso. “Sou uma imigrante temporária. Graças a Deus, tenho data para voltar para casa”,a firmou. “Mas, se não tivesse, tenho certeza de que seria tratada com ainda mais hostilidade.” Em geral, o problema não parece ter relação com a nacionalidade do estrangeiro e os brasileiros são tão visados pelos contrários à imigração quanto pessoas de outras origens.

Archivado en: migraciones, , , , , , , , , , , , , , ,

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

:: busca por temática

:: lo mas visto

:: mandioca.lelê

:: Brasil y São Paulo en linea

A toda hora. Crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

Ingrese su e-mail y reciba las notificaciones de nuevos posts via correo electrónico.

Únete a otros 144 seguidores

:: lo publicado mes a mes

:: los mas acesados

:: entradas

A %d blogueros les gusta esto: