m a n d i o c a . l e l ê

Icono

Brasil en linea y San Pablo a toda hora: crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

– São Paulo : 24 horas de virada cultural por toda la ciudad.

Agite total!!! Desde las 18 del sabado, has ta las 18 del domingo, mas de ochocientas atracciones hacen l 5ta Virada Cultural. Pa cansarse!!! y no cerra los ojos durante un buen tiempo si el cuerpo aguanta.En 150 puntos de actividades culturales  esperan recibir unos 3 millones y medio de personas. Es un evento no apto para perezosos.

A série de shows começará com o tecladista e organista da banda de rock progressivo Deep Purple, Jon Lord, se apresentando ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco da Avenida São João. Em seguida, o público poderá conferir shows de Geraldo Azevedo, Marcelo Camelo, Tim Maia Racional (leia-se Instituto, BNegão, Thalma de Freitas e Dafé), Tribo de Jah, Cordel do Fogo Encantado, Zeca Baleiro, Novos Baianos e…ufa! Maria Rita. O escrete não será menos numeroso nos outros palcos. Enquanto o Largo do Arouche recebe os românticos Benito de Paula, Wando e Odair José (entre outros que incluem Jane e Herondi!), o Teatro Municipal será palco para “sérios” e transgressores como Arrigo Barnabé, Egberto Gismonti, Tom Zé, Fafá de Belém e Francis Hime. E ainda rola homenagem a Raul Seixas, com a execução de todos os seus discos, em ordem cronológica, na Estação da Luz. Além de rock na Praça da República e arrasta-pé na Avenida Rio Branco.

Programacion Completa da la Virada Cultural 2009


Praça do Patriarca

Endereço: Praça do Patriarca.
Le Chant des Sirènes – Mécanique Vivante

Sinopse:
Sirenes ecoam pelo concreto das esquinas, viadutos e calçadões do centro velho, anunciando a abertura da Virada. Depois, pequenos concertos despertarão os passantes durante toda a festa.http://www.mecanique-vivante.com/
Horários: dia 2 às 17h50, às 22h20, dia 3 às 02h40, às 07h55, às 11h40 e às 17h50.
Duração: 10 minutos;

Av. São João

Palco para grandes shows e numerosa platéia, tem temática variada que transita do erudito ao rock, do regional ao balanço, do MPB ao pop.
Um guindaste por sobre a cena será o suporte de números aéreos circenses tradicionais e contemporâneos durante todo o evento.
Endereço: av. S. João, pça Júlio Mesquita.

Atrações:

18h10
Concerto para grupo e orquestra (1969) – Jon Lord e Orquestra Sinfónica Municipal – regente: Rodrigo Carvalho

21h00
Geraldo Azevedo

00h00
Marcelo Camelo

03h00
Tim Maia Racional (1975) – Instituto, Bnegão, Thalma e Dafé

06h00
Roots Reggae (1995) – Tribo de Jah

09h00
Cordel do Fogo Encantado

12h00
Zeca Baleiro

15h00
Novos Baianos

18h00
Maria Rita

Teatro Municipal

No Teatro Municipal, artistas seminais da música brasileira tocam na íntegra determinados álbuns passados, da primeira à última faixa.

Ingressos para as apresentações podem ser retirados no local, com hora de antecedência, com limite de 1 ingresso por pessoa.
Endereço: pça Ramos de Azevedo.

Atrações:

18h00
Clara Crocodilo (1980) – Arrigo Barnabé e Banda Sabor de Veneno

21h00
Alma (1986) – Egberto Gismonti

00h00
Grande Liquidação (1968) – Tom Zé

03h00
Aos Vivos (1995) – Chico César

06h00
Violeta de Outono (1986) – Violeta de Outono

09h00
Cama de Gato (1986) – Arthur Maia

12h00
Água (1977) – Fafá de Belém

15h00
Francis Hime (1973) – Francis Hime e Orquestra Experimental de Repertório – regente: Jamil Maluf

18h00
Alma de Borracha (1986) – Beto Guedes

Praça Ramos

Um encordoamento colossal faz de um grande edifício uma harpa, por sobre a Praça Ramos.
Endereço: Praça Ramos.
MASS Ensemble – Earth Harp

Sinopse:
Um encordoamento colossal faz de um grande edifício uma harpa, por sobre a Praça Ramos.
Horários: dia 2 às 19h45, dia 3 às 00h05, às 08h30, às 10h15 e às 15h05.
Duração: 40 minutos;

Largo do Arouche

Palco especial para os fãs da música romântica dançarem juntinhos no Largo do Arouche.
Endereço: lgo do Arouche.
Atrações:

19h30
Benito di Paula

21h30
Luís Ayrão

23h30
Wando

01h30
Reginaldo Rossi

03h30
Beto Barbosa

05h30
Wanderley Andrade

07h30
Bartô Galeno

09h30
Jane e Herondy

11h30
Silvio Brito

13h30
Odair José

15h30
Wanderley Cardoso

Praça da República

O palco dedicado ao rock, na praça da República, traz surpresas e atrações especiais. Merecem destaque Ike Willis, legendário cantor do grupo de Frank Zappa, e a aparição do original Camisa de Vênus.
Endereço: pça da República.
Atrações:

19h00
Fruto Proibido (1975) – Tutti-frutti

20h50
O Som Nosso de Cada Dia

22h40
Próspero Albanese e Joelho de Porco

00h10
Camisa de Vênus

02h10
Velhas Virgens

04h00
Los Goiales All Stars

05h20
Mqn

06h50
Matanza

08h30
Vanguart

10h10
CPM 22

12h00
Nação Zumbi

14h00
Nasi

15h50
Sitar Hendrix

17h20
Ike Willis e a Central Scrutinizer Band

Catedral da Sé

Uma performance para desacelerar o mundo. Desde uma grandiosa instalação atores sopram delicadamente poemas nos ouvidos do público circulante.
Endereço: Catedral da Sé.
21h00
La Confidence des Oiseaux de Passage – Les Souffleurs Commandos Poétiques

Sinopse:
Uma performance para desacelerar o mundo. Desde uma grandiosa instalação atores sopram delicadamente poemas nos ouvidos do público circulante.

http://www.les-souffleurs.fr/
http://www.les-souffleurs.fr/anglais/html/gbpframepresse.htm

Domingo o grupo partirá da Catedral da Sé para um cortejo pelo centro das 14h as 18h.
Início: dia 2 às 21h00
Duração: 480 minutos;

Jardim da Luz
Groupe Carabosse – Instalação de Fogo.
Instalação ocupará toda a extensão do Jardim da Luz, num espetáculo cênico de grande formato e longa duração.
Endereço: Jardim da Luz.
22h00
Instalação de Fogo – Cie Carabosse

Sinopse:
Installation de Feu
O projeto propõe um percurso de Fogo e Música, desenvolvendo-se por uma grande parte do parque e também pela estação da Luz. Por sua vez, uma instalação de som e 3 músicos, espalhados pelo caminho, acompanharão os visitantes ao longo do percurso. Ao cair da noite, seguindo seu próprio ritmo, os espectadores serão convidados a um passeio livre durante as 3 horas de duração dos efeitos das chamas.
http://www.ciecarabosse.fr
Início: dia 2 às 22h00
Duração: 240 minutos;

ESTAÇÃO DA LUZ – 20 anos sem Raul

A 5ª edição da Virada Cultural homenageia um dos maiores ícones do rock nacional: Raul Seixas.

Vinte anos após a sua morte, 19 bandas se reunirão na Avenida Cásper Líbero para integrar o Palco Toca Raul, dedicado às composições do artista em seus 20 anos de carreira.

Os músicos envolvidos farão um grande passeio pela carreira de Raul, tocando todos os álbuns na íntegra. O primeiro show começa às 18h do sábado com a banda Os Panteras tocando as músicas do álbum Raulzito e os Panteras, de 1968. A última atração acontece às 18h do domingo com Marcelo Nova & Os Panteras interpretando o último álbum de Raul, A Panela do Diabo.
Endereço: Estação da Luz.
Atrações:

18h15
Raulzito e os Panteras (1968) – Os Panteras

19h30
Os 24 Maiores Sucessos da Era do Rock (1973) – Gaspa e Os Alquimistas

20h45
Vida e Obra de Johnny McCartney (1971) – Leno Azevedo e Envergadura Moral

22h00
Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10 (1971) – Edy Star

23h15
Krig-Ha, Bandolo! (1973) – Nasi

00h30
Gita (1974) – Cesar Di

01h45
Novo Aeon (1975) – Caverna Guitar Band

03h00
Há dez mil anos atrás (1976) – Macarrão e Banda Alternativa

04h15
Raul Rock Seixas (1977) – Alex Valenzi e The Hideaway Cats

05h30
O dia em que a terra parou (1977) – Angelo Tavares & Banda Krig-ha!

06h45
Mata Virgem (1978) – Raiz Quadrada

08h00
Por quem os sinos dobram (1979) – Mou e Tábula Rasa

09h15
Abre-te Sésamo (1980) – Velhas Virgens

10h30
Raul Seixas (1983) – Darlan Moreira

11h45
Metrô Linha 743 (1984) – Raul Seixas Band

13h00
Let Me Sing My Rock and Roll (1985) – Agnaldo Araújo

14h15
Uah-Bap-Lu-Bap-Lah-Béin-Bum!!! (1987) – Rick Ferreira

15h30
A Pedra do Gênesis (1988) – Viúva Negra

16h45
A Panela do Diabo (1989) – Marcelo Nova e Os Panteras

18h00
Jam Seixas

Praça Dom José Gaspar

Piano na Praça
Originado na Virada, o projeto se repete em sábados alternados durante o ano, com um grande piano montado, solitário, no meio da belíssima praça da biblioteca, para concertos solo de pianistas consagrados e emergentes.
Endereço: Praça Dom José Gaspar.
Atrações:

19h00
Duo Lumina

21h00
Duo Gis Branco

23h00
Vitor Gonçalves

01h00
Lulinha Alencar

03h00
Pepe Cisneros

05h00
Edinho Santana

07h00
Beto Betrami

09h00
Leandro Cabral

11h00
Beba Zanettini

13h00
Rafael Vernet

15h00
Délia Fischer

17h00
Mário Moita

Largo Santa Efigênia
Palco dedicado a uma amostra significativa dos novos talentos musicais da cidade de São Paulo
Endereço: Largo de Santa Efigênia.
Atrações:

18h30
Anelis Assumpção

20h30
Iara Rennó

22h30
Lívia Nestrovski

00h00
Danilo Moraes

01h50
Curumim

03h40
Rockers Control

05h30
DJ Tudo

07h20
Os Pamonheiros

09h00
Banda Cayana

10h40
Leo Cavalcanti

12h20
Marcelo Jeneci

14h00
Por quê?

15h40
Bárbara Rodrix, Dani Black e Pedro Altério

17h20
Comadre Fulozinha

Conselheiro Crispiniano

Palco dedicado à nova música instrumental paulistana e convidados estrangeiros. Jazz, groove, choro, ska e temas variados executados por jovens virtuoses.
Endereço: r. Conselheiro Crispiniano.
Atrações:

19h10
Choro das Três

20h50
George Petit

22h50
Daniel Latorre Hammond Trio

00h50
Menage

02h30
Macaco Bong

04h10
Freegideira

06h00
Charles M Trio

07h40
Roto Roots

09h20
Alessandro Penezzi

11h20
Danilo Brito

13h20
Gabriel Grossi

15h20
Kleztory

17h20
Ricardo Herz

Cine Dom José

O lendário Cine Dom José participará pela primeira vez da Virada Cultural exibindo um pequeno ciclo dedicado a um dos gêneros mais instigantes do terror: os filmes sobre zumbis.

Mortos-vivos, reanimados por métodos diversos – entre eles a necromancia, essas criaturas povoam o imaginário daqueles que se aventuram nas sessões de cinema. De T. Hayes Hunter e a magistral interpretação de Boris Karloff em O Zumbi até Michele Soavi e o melhor filme de zumbis da década de 90 – Pelo amor e pela morte, passando por diretores como George A. Romero, Robert Rodriguez, Zack Snyder, Lucio Fulci e Danny Boyle. Todos os filmes serão exibidos em DVD com legendas em português.
Endereço: r. D. José de Barros 306.
Atrações:

18h00
Zombie, a volta dos mortos-vivos (Zombie 2) – Lucio Fulci

20h00
O zumbi (The ghoul) – T. Hayes Hunter

22h00
Pelo amor e pela morte (DellaMorte DellAmore) – Michele Soavi

00h00
Planeta Terror – Robert Rodriguez

02h00
A noite dos mortos vivos – George A. Romero

03h40
A última mulher do mundo – George Romero – Com Orquestra Visual Chawarma

04h00
Despertar dos mortos (Dawn of the Dead) – George A. Romero

06h00
Dia dos mortos (Day of the Dead) – George A. Romero

08h00
A volta dos mortos vivos – Parte 2 (The Return of The Living Dead 2) – Ken Wiederhorn

10h00
Burial ground (Le n otti del terrore) – Andrea Bianchi

12h00
Epidemia dos Zumbis (The Plague of the Zombies) – John Gilling

14h00
A volta dos mortos vivos – Parte 3 (The Return of The Living Dead 3) – Brian Yuzna

16h00
Madrugada dos mortos (Dawn of the Dead) – Zack Snyder

18h00
Extermínio (28 Days Later) – Danny Boyle

Anhangabaú

A ocupação do Vale do Anhangabaú por ações coreográficas tem em seu centro o grande palco para cias de dança, do clássico ao contemporâneo. Os grandes grupos do município e do estado, além de convidados de peso, se apresentam durante as 24 horas de festa. Neste palco o dia amanhecerá ao som da lenda da percussão mundial Guem.
Endereço: Vale do Anhangabaú.
Espaço: Palco da Dança;
Atrações:

18h00
Fragile – Mauricio de Oliveira

18h15
DUALIDADE@BR – Balé da Cidade de São Paulo

19h00
La Valse – Balé da Cidade de São Paulo

20h15
Serenade – São Paulo Cia de Dança

20h50
Formas-me – Mariana Piza

21h35
Ágape – Sopro Cia de Dança

23h30
Só tinha de ser você – Quasar Cia de Dança

01h00
O animal mais forte do mundo – Angelo Madureira e Ana Catarina Vieira

03h00
Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente – Grupo Cena 11

04h50
Fábrica – Núcleo Omstrab

05h35
Baque da aurora – Caracaxa

06h20
Guem e Cia Abieié – Guem e Bailarinos Convidados

07h00
Batuntã interativo

09h05
Les Sylphides – Corpo de Baile Jovem

10h40
Lúdico – Cia. Druw

12h35
Jogo de Dentro – Cia. Danças

14h30
Enquanto dure… – Companhia de Ballet da Cidade de Niterói

15h30
Frutos da terra – Cisne Negro Cia de Dança

16h05
Trama – Cisne Negro Cia. de Dança

17h00
Bossa Nova – Ballet Stagium

Praça do Correio

Dança dentre grandes caixas e empilhadeiras: um espetáculo de rua sobre ilusão e encontro, solidão e vida comum.
Endereço: Anhangabaú.
Alhambra Container – Cia Osmosis

Sinopse:
Dança dentre grandes caixas e empilhadeiras: um espetáculo de rua sobre ilusão e encontro, solidão e vida comum.

Horários: dia 2 às 22h35 e dia 3 às 03h55.
Duração: 50 minutos;
Boulevard São João

Confinados em um seu dormitório imaginário, os personagens evoluem num show coreográfico de acrobacias sobre o leito.
Endereço: Anhangabaú.
Expédition Paddock – Tango Sumo

Sinopse:
Confinados em um seu dormitório imaginário, os personagens evoluem num show coreográfico de acrobacias sobre o leito.

http://www.tangosumo.com/pages/paddock.html
Horários: dia 3 às 01h55 e às 13h40.
Duração: 30 minutos;

Viaduto do Chá

Duo coreográfico entre um bailarino e uma retroescavadeira. Ambos evoluem delicadamente num bailado suave e brutal.
Endereço: baixios.
Transports Exceptionnels – Cia Beau Geste

Sinopse:
Duo coreográfico entre um bailarino e uma retroescavadeira. Ambos evoluem delicadamente num bailado brutal e suave.

http://br.youtube.com/watch?v=qjjL9sP_zD8
Horários: dia 2 às 19h20, dia 3 às 00h30, às 09h50 e às 16h35.
Duração: 30 minutos;

Av. Rio Branco

O palco se dedica ao movimento samba-rock madrugada adentro, e no domingo apresenta gafieiras e mais grupos dançantes. Nos intervalos dos shows, DJs e bailarinos da cena animam o público.
Endereço: Av. Rio Branco.
Atrações:

18h30
Sandália de Prata

20h30
Farufyno

23h00
Trio Mocotó

01h30
Clube do Balanço

04h00
Os Opalas

06h00
Sambasonics

08h00
Colomi

09h20
Balaco

10h50
Projeto Coisa Fina

12h50
Juliana Amaral e Gafieira Etc E Tal

14h50
Gafieira São Paulo

16h50
Havana Brasil

Praça Alfredo Issa

Uma mesa de samba e partido alto, no nível da rua e de livre circulação, anima a festa com descontração e improviso. São esperados alguns dos mais expressivos novos talentos e velhos baluartes do samba de São Paulo para uma participação.
Endereço: Praça Alfredo Issa.

18h00
Samba de Mesa e Partido Alto – diversos artistas

Sinopse:
Roda
(Música)
Início: dia 2 às 18h00
Duração: 2440 minutos;

Cine Olido

O melhor da Mostra Internacional de Cinema em 24 horas.
Endereço: Largo do Paissandu.
Atrações:

18h00
Eu, você e todos nós (Me and You and Everyone We Know, 2005) – Miranda July

21h00
Canções de amor (Les Chansons d’Amour, França, 2007) – Christophe Honoré

00h00
Shortbus (EUA, 2006) – John Cameron Mitchell

03h00
Violência em família (Suburban Mayhem, Austrália, 2006) – Paul Goldman

06h00
Novo

09h00
Ágata e a Tempestade (Agata e la tempesta, Itália/Suécia – 2004) – Silvio Soldini

12h00
Ararat (Canadá, 2002) – Atom Egoyan

15h00
O Sol (Solntse, Rússia / Itália / Suíça / França, 2005) – Aleksandr Sokúrov

18h00
Todos contra Zucker (Alles auf Zucker, Alemanha, 2004) – Dani Levy

Festival Internacional de Curtas

A Praça Ramos recebe o Festival Internacional de Curtas-Metragens. Com produções de todo o mundo rolando em frente ao Municipal, nos intervalos de seus espetáculos, as sessões prometem ser uma das grandes atrações da Virada Cultural 2009.
Endereço: Telão do Theatro Municipal.

Festival do Minuto

Nos intervalos dos shows serão exibidos filmes de 1 minuto do acervo do festival.
Nesta quinta edição da Virada Cultural o Festival do Minuto promove um concurso de vídeos feitos no evento. Serão 5 mil reais em prêmios. O regulamento completo pode ser consultado em http://www.festivaldominuto.com.br
Endereço: telão da Av. São João.

Sala Olido

Espetáculos teatrais selecionados são apresentados na sala e no corredor da Galeria Olido.
Endereço: Paissandu.
Atrações:

00h00
Deus

02h30
Sem notícias de Ti, Mon Cher

04h00
O Corpo – Martha Nowill, Nilton Bicudo e Maria Manoella

11h00
Los 2 Play

15h00
Bichos do mundo – Pia Fraus

17h00
U fabuliô – Parlapatões, Patifes e Paspalhões

Vitrine WiFi

Tenda digital provida pelo abrangente projeto da PRODAM de inclusão digital
Endereço: Paissandu.
XV de Novembro

A já tradicional pista popular da Virada em seu formato habitual, com personagens de presença marcada, circulantes e DJs convidados.
Endereço: XV de Novembro.
Atrações:

18h00
Thiago Zanin

20h00
Adriano PS

22h00
Vivi Seixas

00h00
Maxwell Rocha

02h00
Mau Mau

04h00
Renato Lopes

06h00
Glaucia Mais Mais

08h00
Mandraks

10h00
Scoob

12h00
China

14h00
Mad Zoo

16h00
Patife

São Franscisco

Trazendo infindável harmonia entre todos presentes, a presença inédita de artistas de grande importância no cenário mundial Trance music, vindos de países como República Tcheca, Sérvia, Alemanha e Suíça.
Endereço: lgo São Franscisco.
Atrações:

18h00
Jonas Rocio

19h30
Daniel Morais

21h00
Propulse Live! – Fabiano Zorzan

22h00
Gui Milani

23h30
Slater – Michal Smentana

01h00
Tathi

02h30
Jancsur & Paulinha

04h00
Sutemi

05h30
Demonizz Live! – Leandro Morales e Thiago Pasetchny

07h00
Vitor Falabella

08h30
Vidigal

10h00
Khainz Live! – Simon Schwendener

11h30
Duca Live! – Dusan Sekic

13h00
Fabio Leal

14h30
Leif Hatfield

16h00
Rodrigo Carreira

17h00
Girls On The Decks – Gabi Lima e Alessandra Albieri

São Bento

No saudoso ponto de encontro das equipes de break e do old school, uma pista dedicada a celebrar a eterna ligação do movimento com a São Bento.
Endereço: São Bento.
Atrações:

18h00
Angel Keys

19h00
Grand Master Ney

21h00
Celcinho Double C

23h00
Marks

01h00
Renatinho

03h00
Flash

05h00
Betão Grooves

07h00
Paulão

09h00
André Child

10h00
Lil Lipe

11h00
Cinara

13h00
Cesar African People

15h00
Heron

17h00
Magoo

Rua Anchieta

DJs residentes das mais representativas casas noturnas da cidade.
Endereço: Rua Anchieta.
Atrações:

18h00
Waltinho Abud – Berlin

19h50
Daniel Ganjaman (Studio SP)

21h40
Valter Nu (Grazio a Dio)

23h30
Flavio Forgotten (Inferno)

01h20
Tati e Valentim (Outs)

03h10
Tonyy (Trash 80)

05h00
Lu Riot (CB)

06h50
Fabricio Miranda (Funhouse)

08h40
Celso Tavares (Astronete)

10h30
Andre Juliani (Vegas)

12h20
Renato Ratier (D-Edge)

14h10
Clash Colletive (Clash)

16h00
Ednei (A Lôca)

17h50
Lalai (Crew) Paula e Gil (Vai) – (Gloria)

Pirâmide do Piques

Discotecagem de rua das 21h as 3h
Endereço: Ladeira da Memória.
21h00

Reggae Sound System

Sinopse:
Discotecagem de rua das 21h as 3h
Início: dia 2 às 21h00
Kombi do Forró

Em uma kombi aberta, trios de forró se sucedem tocando durante as 24 horas, perambulando pela festa e seus arredores
Endereço: palco móvel.
Praça Pedro Lessa

Repetindo o grande sucesso do ano anterior, um ônibus adaptado serve como palco para aulas de dança abertas ao público
Endereço: Anhangabaú.
18h00

ônibus da dança
Sinopse:
Repetindo o grande sucesso do ano anterior, um ônibus adaptado serve como palco para aulas de dança abertas ao público
Início: dia 2 às 18h00
Maratona de Rua

Inúmeros artistas de rua se espalham pelas praças, calçadões e viadutos do centro velho, se apresentando ininterruptamente. Números aéreos dentre edifícios, façanhas circenses, artifícios, carros e máquinas de espetáculo se descortinam diante e em meio à multidão
Endereço: Maratona de Rua.
Atrações:

Cômica Kombi
germinAções – Floriana Breyer

Irmãos Becker

Parisada

Monociclos – Rodrigo Racy

Um sorriso enquanto espera – Amigos do Nariz Vermelho

Malabarismos – Luciano Rabelo

Dançando na Cidade – Silenciosas+Gt’aime

Irmãos Siameses – Felinos Adestrados

Pirâmides Humanas – Grupo Acrobático Juliu’s

A gigante e a boneca – As Tapiocas

Ciclista Prateado
Paisagens Sonoras – Coletivo Corrosivo

Roda de Capoeira – Grupo Raízes de Capoeira

Globo da Morte

Travessias – Acrobático Fratelli

Circo Funâmbulos – Ares

18h10
Guindaste do Circo

18h45
Rue de l’attribut – Les Piétons

21h00
Preto no branco interativo – Rogério Borovik

00h00
Peruada Noturna

00h45
Bloco de Pedra

08h00
Pernaltas – Cia de Artes do Baque Bolado

PRAÇA JÚLIO PRESTES

Sala São Paulo

Sede da Orquestra Sinfônica
do Estado de São Paulo

A antiga estação de trens da Estrada de Ferro Sorocabana abriga hoje o Complexo Cultural Júlio Prestes, sede da maior e mais moderna sala de concertos da América Latina: a Sala São Paulo.

Especialmente construída para receber as melhores orquestras sinfônicas do mundo, a Sala São Paulo tornou-se realidade após o trabalho de recuperação do monumental edifício da Estação Júlio Prestes, construído no estilo Luís XVI, marcado pela sobriedade dos ornamentos e detalhes.

Projetado em 1925 – período em que a cidade, estimulada pelo café e pela ferrovia, crescia em ritmo acelerado – o edifício somente seria concluído em 1938, quando a urbanização de São Paulo já se caracterizava pela presença de automóveis, inibindo a utilização de bondes e trens.

O trabalho de recuperação do edifício acompanhou a reestruturação da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, sediada atualmente no mesmo prédio da Sala São Paulo. A solução encontrada para as intervenções realizadas nesse prédio histórico, concebido de acordo com princípios específicos de um estilo e época, baseou-se na intenção de estabelecer um diálogo adequado com o espaço existente, valorizando os conceitos e as características de uma construção anterior, ajustando-a a uma utilização distinta da original, que veio atender a uma demanda da sociedade contemporânea, adequando-se à proposta de revitalização.

O projeto da Sala São Paulo possibilita a apresentação de qualquer tipo de concerto, pautada pela alteração do espaço da sala de concertos gerada pela flexibilidade do forro com painéis móveis. Além disso, os elementos de composição foram concebidos para a reflexão sonora multidirecional, atendendo a recomendações acústicas.

Em sua nova utilização, a Sala São Paulo não apenas recupera o antigo edifício, mas também garante sua preservação por meio de uma ocupação significativa, que certamente o eleva à posição de marco da cidade. A preocupação com o patrimônio cultural reflete a consciência de que não há desenvolvimento, nem progresso, sem o cuidado com o nosso passado. Pela memória são estabelecidos os laços que criam a identidade entre os indivíduos e o meio em que vivem. A recuperação do local é o resgate de uma importante parte do passado de nossa cidade, uma contribuição para a construção de um desenvolvimento mais justo e humano.
Endereço: SALA SÃO PAULO, CEP 01218020.
Telefone: 55 11 3367 9500.
Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – Horário a definir

Sinopse:
Wagner Polistchuk – regente
Cláudio Cruz – spalla
Repertório
Beethoven Abertura Leonora nº 2, Op.72a
Beethoven Sinfonia nº 4 em Si b maior, Op.60
Desde o primeiro concerto em 1954, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo –Osesp– trilhou uma história de conquistas, que culminou em uma instituição hoje reconhecida nacional e internacionalmente pela qualidade e excelência. A Osesp é atualmente parte indissociável da cultura paulista, agente de transformações e criadora de um novo paradigma na música de concerto e na gestão cultural em nosso País.

Nos primeiros anos, a Osesp foi dirigida pelo maestro Souza Lima e pelo italiano Bruno Roccella, mais tarde sucedidos por Eleazar de Carvalho, que por 24 anos permanece à frente da Orquestra e desenvolve intensa atividade, com temporadas regulares no Teatro Cultura Artística, transmissões pela TV Cultura, turnês nacionais e a realização dos concursos Jovens Solistas da Osesp e dos Concertos para a Juventude. Nos últimos anos sob seu comando, o grupo passa por um período de privações. Porém, antes de seu falecimento, Eleazar deixa um projeto de reformulação da Osesp. Com o apoio do Secretário de Cultura e o empenho do Governador Mario Covas, é realizada a escolha do maestro que conduziria essa nova fase na história da Orquestra.

Em 1997 o maestro John Neschling assume a direção artística da Osesp e, com o maestro Roberto Minczuk como diretor artístico adjunto, redefine e amplia as propostas deixadas por Eleazar. Em pouco tempo, a Osesp abre testes para os músicos, no Brasil e no exterior, eleva os salários e melhora as condições de trabalho.

A Sala São Paulo é inaugurada em 1999 e, nos anos seguintes, são criados os coros Sinfônico, de Câmara, Juvenil e Infantil; o Centro de Documentação Musical Maestro Eleazar de Carvalho; o Serviço de Assinaturas; o Serviço de Voluntários; os Programas Educacionais; a editora de partituras Criadores do Brasil; e a Academia da Osesp. As temporadas se destacam pela diversificação de repertório e uma parceria com o selo sueco BIS garante a difusão internacional da música brasileira de concerto.

A criação da Fundação Osesp, em 2005, representa um marco na história da Orquestra. Com o presidente Fernando Henrique Cardoso à frente do Conselho de Administração, a Fundação coloca em prática novos padrões de gestão, que passam a ser referência no meio cultural brasileiro.

Após as turnês pela América Latina (2000, 2005, 2007), Estados Unidos da América (2002, 2006), Europa (2003, 2007) e Brasil (2004, 2008), o grupo realiza em 2008 a primeira edição da Osesp Itinerante, pelo interior do estado de São Paulo, com concertos, oficinas e cursos de apreciação musical que atingem mais de 70 mil pessoas.

Em 31 de dezembro de 2008 é realizado um concerto de ano novo para a emissora franco-alemã ARTE, regido pelo maestro Neschling e transmitido ao vivo para a França, Alemanha, Bélgica, Suíça, Espanha, Áustria, Polônia, Finlândia, Portugal, Dinamarca, Hungria, Suécia, Itália, Holanda e Brasil.

Recentemente indicada pela revista inglesa Gramophone como uma das três orquestras emergentes no mundo nas quais se deve prestar atenção, a Osesp dá continuidade ao projeto de ampliação constante da cultura musical brasileira e inicia a Temporada 2009 tendo como regente principal o maestro francês Yan Pascal Tortelier.

Sala São Paulo (1484 lugares) – Pça. Júlio Prestes, 16

orquestra@osesp.art.br
(Música)
Pinacoteca do Estado de São Paulo

A Pinacoteca do Estado é o museu de arte mais antigo da cidade e certamente um dos mais importantes do país. Nasceu no prédio inicialmente construído para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. Por isso, a história da Pinacoteca confunde-se em seus primórdios com a implantação do Liceu, e sua presença no edifício – conturbada por uma série de eventos históricos, como os conflitos de 1930 e 1932, além de reformas – alternou-se com transferências temporárias para outros locais, como o prédio da Imprensa Oficial e o pavilhão no Ibirapuera.

No momento de sua inauguração, que se deu em 24 de dezembro de 1905, o acervo da Pinacoteca consistia em 26 pinturas de importantes artistas que atuaram na cidade, como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Berthe Worms, Antonio Parreiras e Oscar Pereira da Silva, oriundos do Museu Paulista (então Museu do Estado). Nos seus primeiros anos, a Pinacoteca ocupou uma única sala no terceiro piso. Não era ainda um órgão autônomo em relação ao Liceu, o que só aconteceria em 1911. Durante suas primeiras décadas de existência, a Pinacoteca voltou-se à ampliação de seu acervo, com ênfase na arte brasileira do século XIX. Contudo, este perfil começa a mudar a partir 1967, com as gestões de Delmiro Gonçalves, Clóvis Graciano e Walter Wey, quando se iniciaram as reformas do prédio, ampliaram-se as atividades do museu e mudaram os critérios de escolha de obras, que passou a ser feito pelo Conselho de Orientação da Pinacoteca, criado em 1970. A partir de então, a significativa coleção de arte brasileira do século XIX passava a ser complementada, pouco a pouco, por obras representativas de períodos posteriores.

Uma série de profícuas gestões, contribuiu, cada uma a seu tempo, para o enriquecimento do acervo da instituição e para sua adequação às condições museológicas de excelência, que hoje tornam a Pinacoteca um museu de referência internacional. De um espaço restrito a especialistas, transformou-se em espaço de inclusão, recebendo os mais diferentes segmentos da sociedade. De uma única e imutável exposição com obras do acervo, evoluiu para um programa de mostras temporárias sobre as mais variadas questões de arte e da cultura, associado a mostras de longa duração com trabalhos de seu acervo. De um corpo funcional composto por um conservador, como estipulava sua regulamentação de 1911, passou a contar com um quadro com mais de 50 técnicos e cerca de 100 funcionários, todos altamente qualificados. Redimensionou seu relacionamento com a escola formal, conquistando um papel de aliança e complementaridade. No lugar do trabalho amador, ainda que dedicado, colocou a museologia como referencial científico para propor e implementar suas políticas. De uma iniciativa isolada do Estado, constituiu-se em ação articuladora das esferas pública e privada.

Neste contexto, celebrar o primeiro centenário da Pinacoteca do Estado de São Paulo se configura como o momento ideal para uma necessária reflexão sobre sua atuação. Ao longo destes 100 anos, o balanço de realizações é significativo: um acervo de mais de 6 mil obras, nas mais diversas técnicas, de autoria de mais de sete mil artistas diferentes, que oferece um dos mais abrangentes panoramas da arte brasileira dos séculos XIX e XX; alguns milhões de visitantes (mais de um milhão somente nos três últimos anos); dois prédios com mais de 20 mil m2 de instalações técnicas adequadas: o centenário edifício da Luz, onde foi criada, e, mais recentemente, o antigo prédio do DEOPS, atual Estação Pinacoteca; centenas de publicações que se constituem em referência básica da história de nossas artes visuais; centenas de mostras que revelaram e consagraram criadores e obras as mais distintas; conhecimento e experiência consolidados em todas as áreas do campo museológico, da conservação e restauro à educação para públicos especiais.

Para além desses indicadores concretos, há um universo impossível de ser dimensionado. Uma das responsabilidades fundamentais do museu de arte na atualidade é educar o olhar e sensibilizar o espírito, criando as condições indispensáveis para o exercício completo da cidadania. Mas a grande tarefa do museu contemporâneo, nesta era virtual, é ainda, reafirmar a individualidade, o espiritual, o homem como agente criador, único e insubstituível. É para enfrentar este desafio que a Pinacoteca do Estado se repensa e se amplia incessantemente, preservando o passado e acolhendo o futuro.

Endereço: Praça da Luz, 2.
Telefone: 3324.1000.
Atrações:

18h00
Feirão de Livros e de Molduras

18h00
Visita noturna ao Jardim da Luz

18h00
Apresentações noturnas de grupos musicais

16h30
CORO SINFONICO DA OSESP

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA

A Virada começa antes no Museu

Inaugurado no dia 20 de março, o Museu da Língua Portuguesa abriu suas portas à visitação pública no dia 21 de março de 2006.

O Museu apresenta uma forma expositiva diferenciada das demais instituições museológicas do país e do mundo, usando tecnologia de ponta e recursos interativos para a apresentação de seus conteúdos.

Muito mais do que aplicar as tecnologias ao espaço expositivo por puro deleite de modernidade, o Museu da Língua Portuguesa adota tal museografia a partir de um dado muito simples: seu acervo, nosso idioma, é um “patrimônio imaterial”, logo não pode ser guardado em uma redoma de vidro e, assim, exposto ao público.

A preservação do patrimônio imaterial é um tema extremamente importante e complexo, e que, só recentemente, começou a ser discutido no mundo. Hoje, o Brasil já dispõe de legislação específica, que permite o tombamento de tal patrimônio, reconhecidamente importante para a manutenção e valorização da nossa identidade cultural.

Assim, o Museu da Língua Portuguesa, com seu acervo virtual, é uma instituição pioneira na preservação de um bem imaterial, merecendo a atenção de outras instituições, tanto brasileiras quanto estrangeiras.
Em um mundo altamente globalizado, onde tudo se parece, cada vez mais será importante a preservação do patrimônio imaterial (diferencial identitário de povos, nações e comunidades) e a criação de espaços dedicados a esta função.
Endereço: Praça da Luz, s/n.
Telefone: (11) 3326-0775.
Atrações:

14h00
Sarau Chama Poética – Homenagem a Ataulfo Alves

16h00
Conto de todos os Cantos – Renata Mattar e Giba Pedroza

18h30
Roda de Samba – Marcelo Fonseca e conjunto

TEATRO DE DANÇA – TD

Endereço: Av. Ipiranga, 344, subsolo – Centro – São Paulo-SP.
Telefone: (11) 2189-2557.
A’Lombre, Sombra e Improviso – Cia de Dança de São José dos Campos

Sinopse:
Fundação Cassiano Ricardo
Cia de Dança de São José dos Campos
Coordenação Artística: Renato Vieira

Ficha Técnica:
Coordenação Artística: Renato Vieira
Coreografias “A´Lombre” e “Improviso”: Renato Vieira
Coreografia “Sombra”: Bruno Cezario
Iluminação: Renato Vieira e Luiz Coelho
Figurino: Marine Levesque e Bruno Cezario (em A´Lombre)
Bailarinos: Anderson de Souza, Andressa Barbosa, Ane Adade, Bianca Lopes, Bruno Fernandes, Carlos Matos, Diego Gomes, Fábia Vasconcellos, Marcela Pinho, Marina Annunciato, Raul Arcangelo Vagner Cruz, Val Santos, Vanessa Porcino

Músicos Convidados:
Camila Bonfim – contrabaixo, Milena Salvatti – violoncelo, Rodrigo de Oliveira – violino
(Dança)
Horários: dia 2 às 22h00, dia 3 às 00h00 e às 17h00.
Museu do Tribunal de Justiça

Palacete Conde de Sarzedas, possivelmente executado e projetado entre 1891 e 1895, para ser a residência de Luís de Lorena Rodrigues Ferreira, descendente do próprio Conde de Sarzedas. É remanescente dos palacetes paulistanos e talvez, o único sobrevivente da família neogótica de residências ecléticas. Atualmente abriga o Museu do Tribunal de Justiça com 8 salas de exposições do acervo do Judiciário paulista.
Endereço: Rua Conde de Sarzedas, 100, CEP 01512000.
Telefone: 3295-5819, 3295-5816.
Atrações:

09h00
Exposição: Instrumentos Musicais antigos e contemporâneos

09h00
OFICINA DE ARTE

09h00
OFICINA DE ARTE

11h00
OFICINA – História é pra contar

12h00
PIANO

13h00
OFICINA – História é pra contar

14h00
DANÇA

14h00
DANÇA

14h30
DANÇA

15h10
TEATRO

16h10
MÚSICA POPULAR BRASILEIRA

17h00
MÚSICA (MPB e ROCK INTERNACIONAL)

Nossa Senhora da Consolação

Duzentos anos de história. A Igreja de Nossa Senhora da Consolação surgiu no caminho do Piques. Vereda que levava àquela região que hoje é ocupada pela Praça da Bandeira. Nas proximidades, a Rua do Paredão, hoje Xavier de Toledo. Também ficava na estrada que levava (e ainda conduz) à Nossa Senhora dos Pinheiros. Ao bairro de Pinheiros.

A Igreja foi fundada em 1799. Reformada em 1840. Foi subordinada à Igreja de Santa Ifigênia, enquanto a maioria das igrejinhas do século XIX serviam à Sé. Mas em 1870 já aparecia em seu livro de Tombo os limites de sua freguesia, entre o Anhangabaú, a futura Avenida São João e o Rio Tietê. E a ela se subordinaram as igrejas da Santa Cruz das Perdizes (até 1879) e de Santa Cecília (até 1892).

No início do século XX surgiu a idéia de construir uma nova igreja. Como se fazia por toda a cidade, numa febre de progresso e renovação que, infelizmente, destruiu grande parte de nossos edifícios coloniais.
A nova matriz tem imagens belíssimas. É faustosa.
Endereço: Rua da Consolação,585.
18h00
A definir

Sinopse:
a definir
Início: dia 2 às 18h00
Centro Cultural São Paulo

VIRADA Da DANÇA

Serão 12 horas de dança e música com grupos e dançarinos de estilos diversos, animando a noite de sábado e a manhã do domingo, com muito ritmo e balanço para todos os gostos: dança de salão, dança contemporânea, gafieira, tango, com música ao vivo e Djs. Para dançar a noite inteira!!
Endereço: Rua Vergueiro, 1000, CEP 01504000.
Espaço: Sala Adoniram Barbosa;
Telefone: 33974002.
Atrações:

23h00
Músicos: Bocato Soul Battuk – Dança Contemporânea: Tica Lemos e Alexandre Tripiciano

01h00
Músicos: Social Samba Fino(gafieira)

03h00
Musico: Dj Theo Werneck – Dança: Street dance e contemporâneo: Thiago Leite e Samanta Barros

06h00
DANÇA DE SALÃO COM A PROFESSORA ADRIANA CABRAL

09h00
Músicos: Pocho Cáceres Tango

Centro Cultural São Paulo

Endereço: Rua Vergueiro,1000, CEP 01504000.
Espaço: Sala Jardel Filho;
Telefone: 33974002.
11h30
Concerto de domingo: Arthur Nestrovski (violão), Jussara Silveira (voz) e André Mehmari (piano)

Sinopse:
Nome do Concerto: Viagem de Verão: Canções e Versões, de Schubert a Caymmi [Versões de canções de Schubert e Schumann recriadas a partir de músicas de Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Zé Miguel Wisnik, entre outros.]
(Música)
Início: dia 3 às 11h30
Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

VIRADA CULTURAL LADO B

O Centro Cultural da Juventude realiza mais uma edição da Virada Cultural Lado B, assim batizada em alusão aos discos de vinil que traziam, na segunda parte, as gravações consideradas alternativas. A programação conta com a ilustríssima presença de Zé do Caixão interpretando uma seleção de contos aterrorizantes e liderando um verdadeiro cortejo à praça do cemitério da Cachoeirinha, onde será realizada a terceira edição do projeto Cinetério, (sessão de cinema ao ar livre com interferências sonoras), que desta vez traz o lendário filme “O Massacre da Serra Elétrica” e conta com interferências macabras do músico Rogério Skylab. Logo após a sessão o músico realiza um pocket show.
Endereço: Av.Deputado Emílio Carlos, 3.641 (ao lado do terminal Cachoeirinha), CEP 02720200.
Espaço: Teatro de Arena;
Telefone: (11) 3984-2466.
Atrações:

23h00
Contos de terror com Zé do Caixão

00h00
Cinetério

14h00
FLUIDOS: FORMATO CINEMA VIVO – Concepção e Direção Geral: Alexandre Carvalho.

Museu da Cidade de São Paulo – Casas históricas

Casas históricas do Museu da Cidade de São Paulo.
http://www.museudacidade.sp.gov.br

Casa do Tatuapé: rua Guabijú, 49 – Tatuapé, t. 2296-4330.
Casa do Sitio da Ressaca: rua Nadra Raffoul Mokodsi, 3 – Jabaquara, t. 5011-7233.
Casa do Sitio Morrinhos: rua Santo Anselmo, 102 – Jd. São Bento, t. 2236-6121.
Casa Modernista: rua Santa Cruz, 325 – Vila Marina, t. 5083-3232.
Capela do Morumbi: av. Morumbi, 5.387 – Morumbi, t. 3772-4301.
Casa do Grito: pça. do Monumento, s/nº – Ipiranga, t. 2273-4981.
Casa do Bandeirante: pça. Monteiro Lobato, s/nº – Butantã, t. 3031-0920.
Endereço: vários locais, veja acima.
11h00
Olhar, pintar e colar

Sinopse:
A Ação Educativa do Museu da Cidade de São Paulo convida para as oficinas de pintura e colagem Olhar, Pintar e Colar: Janelas e Portas das Casas Históricas, no domingo dia 03 de maio de 2009, em dois horários, as 11h00 e as 14h00.

Olhar para a arquitetura antiga e comparar com a construção atual de nossas casas de morar são o início do diálogo sobre a História de São Paulo e para a atividade que os educadores vão propor.

A atividade é para toda a família, que pode visitar o espaço e participar da oficina, junto aos educadores patrimoniais nas unidades do Museu da Cidade de São Paulo, que também apresentam exposições de Arquitetura, Arqueologia, História e Artes Plásticas.

As unidades do Museu da Cidade de São Paulo são administradas pelo Departamento do Patrimônio Histórico e estão abertas para visitação, sendo um espaço cultural importante de pesquisa e memória paulista.

Mais informações sobre o Museu da Cidade de SP pelo site: http://www.museudacidade.sp.gov.br
(Artes plásticas)
Início: dia 3 às 11h00
Duração: 60 minutos;
Biblioteca Monteiro Lobato

Endereço: rua General Jardim.
10h00
Oficina de artes para crianças – Iara Janra

Sinopse:
Atriz Iara Janra conduz recreação e vevência de arte para crianças.
(Oficina)
Início: dia 3 às 10h00
Duração: 480 minutos;
CEU – Água Azul

Endereço: Av. dos Metalúrgicos, 1300 – Cohab / Cidade Tiradentes.
Telefone: 2016-4476.
Atrações:

19h00
Fauzi Beydoun e Conexão Roots

16h00
Germano Mathias

CEU – Alto Alegre

Endereço: Av. Bento Guelfi, s/nº – Iguatemi.
Telefone: 2731-1123.
Atrações:

17h00
Fábula de Criação – Cia. de Bonecos

15h00
Cia. de Artes do Baque Bolado

CEU – Alvarenga

Endereço: Estrada do Alvarenga, 3752 – Cidade Ademar.
Telefone: 5672-2540.
Atrações:

19h00
Benjamin Taubkin e Abaçaí

15h00
Tias Baianas Paulistas

CEU – Aricanduva

Endereço: Estrada do Alvarenga, 3752 – Cidade Ademar.
Telefone: 5672-2540.
Atrações:

19h00
Cachorro Grande

15h00
Dead Fish

CEU – Azul da cor do mar

Endereço: R. Olga Fadel Abarca, s/nº – Vila Aricanduva / Cidade Líder.
Telefone: 2723-7556.
Atrações:

19h00
Max BO

16h00
Stevens

CEU – Butantã

Endereço: Av Eng Heitor Antonio Eira Garcia 1700.
Telefone: 3732-4551.
Atrações:

19h00
Ricardo Herz

17h50
Raul de Souza

CEU – Caminho do Mar

Endereço: Av Engº Armando de Arruda Pereira, 5241 – Jabaquara.
Telefone: 5624-8739.
Atrações:

15h00
Adriana Moreira

17h30
Valdeck de Garanhuns

CEU – Campo Limpo

Endereço: Av. Carlos Lacerda, 678 – Chacara São Pedro.
Telefone: 5843-4841, 5843-4840.
Atrações:

18h30
Nene Trio

21h00
Clara Becker

CEU – Capão Redondo

Endereço: R. Daniel Gran, s/nº – Capão Redondo.
Telefone: 5873-8067.
Atrações:

10h00
Cia de Artes do Baque Bolado

11h00
Girasonhos

CEU – Cidade Dutra

Endereço: Av. Interlagos, 7.350 – Interlagos.
Telefone: 5668-1953, 5668-1952.
Atrações:

11h00
Karina Buhr

15h00
Meu tempo de criança

CEU – Feitiço da Vila

Endereço: R. Feitiço da Vila, s/nº – Chacara Sta Maria – Capão Redondo.
Telefone: 5873-3806.
Atrações:

18h30
RZO

14h00
Pedrinho Curuçá

17h00
Carlos Dafé

CEU – Casa Blanca

Endereço: R. João Damasceno, 85 – Jd. Casa Blanca – MboiMirim.
Telefone: 5519-5204, 5519-5214.
Atrações:

19h00
Os Pamonheiros

11h00
Pedrinho Sapopemba

15h00
Jean e Paulo Garfunkel

CEU – Guarapiranga

Endereço: Estrada da Baronesa, 1120 – Jd Angela.
Telefone: 5833-6317.
Atrações:

18h30
DMN

15h00
Rose Calixto

CEU – Inácio Monteiro

Endereço: R. Barão Barroso do Amazonas, s/nº – COHAB I.Monteiro/Cid. Tiradentes.
Telefone: 2518-9044, 2518-9047.
Atrações:

18h30
Jair Rodrigues

13h00
Pedrinho Jaçanã

16h00
Misty

CEU – Jaçanã

Endereço: R. Antonio Cezar Neto, s/nº – Jardim Guapira.
Telefone: 2241-1977.
Atrações:

21h00
Badi Assad

13h00
Pedrinho Brasilândia

15h00
Cecília Meirelles – Por Ana Lee

CEU – Lajeado

Endereço: R. Manuel da Mota Coutinho, 293 – Lajeado.
Telefone: 2153-9930.
Atrações:

15h00
Roberto Luna

17h30
Pequeno Cidadão

CEU – Jd. Paulistano

Endereço: R. Aparecida do Taboado, s/nº – Brasilandia.
Telefone: 3979-7428.
Atrações:

15h00
Viralatisse

17h00
Os Irmãos Becker em: Circo Malabarístico

CEU – Meninos

Endereço: R. Barbinos, s/nº – Ipiranga.
Telefone: 2945-2555, 2945-2557.
Atrações:

19h00
Beatles 4ever

16h00
Kiko Zambianchi

CEU – Navegantes

Endereço: R. Maria Moassab Barbour, s/nº – Pq. Residencial Cocaia / Grajaú.
Telefone: 5976-5533.
Atrações:

15h00
Fênix

17h30
Eliana de Lima

CEU – Pq. Anhanguera

Endereço: R. Pedro José de Lima, s/nº – Anhanguera.
Telefone: 3911-9542.
Atrações:

10h00
Corporação Musical da Lapa

16h00
Royce do Cavaco

CEU – Pq Bristol

Endereço: R. Profº Dr Artur Primavesi, s/nº – Sacomã.
Telefone: 2334-1405.
Atrações:

15h00
Russo Jazz Band

17h30
Rodrigo Racy – Monoloko

CEU – Pq. São Carlos

Endereço: R. Clarear, 141 – Jd. São Carlos / Vila Jacui.
Telefone: 2045-4254.
Atrações:

18h30
Jica y Turcão

15h00
Rota de Colisão

CEU – Pq. Veredas

Endereço: R. Daniel Pedro Muller, s/nº – Chácara Dona Olívia / Itaim Paulista.
Telefone: 2563-6248.
Atrações:

18h30
Zimbo Trio

11h00
Pedrinho Cachoeirinha

16h00
Yaniel Matos

CEU – Paraisopolis

Endereço: R. Dr. José Augusto de Souza e Silva, s/nº – Vl Andrade.
Telefone: 3501-5666, 3501-5660.
Atrações:

11h00
Roda na Rua

15h00
Banda Maskavo

17h00
Pedrinho Capão Redondo

CEU – Paz

Endereço: R da Paz, s/n° V. Brasilândia – Freguesia Brasilândia.
Telefone: 3986-3450.
Atrações:

18h30
Edgard Scandurra

11h00
Pedrinho Itaim

15h00
Sobrado 112

CEU – Parelheiros

Endereço: R. Dr. José Augusto de Souza e Silva, s/nº – Vl Andrade.
Telefone: 3501-5666, 3501-5660.
Atrações:

15h00
Maracatu vigna vulgaris

17h00
Mamulengo João Bicudo

CEU – Pêra Marmelo

Endereço: R. Pêra Marmelo, 226 – Jd. Santa Lucrécia / Jaraguá.
Telefone: 3948-3959.
Atrações:

22h00
Rastapé

15h00
Cigarro Eletrico

CEU – Perus

Endereço: R. Bernardo José de Lorena, s/nº – V. Malvina/ Perus.
Telefone: 3915-8753.
Atrações:

18h30
Beto Guedes

14h00
Banda Caiana

CEU – Quinta do Sol

Endereço: R. Luiz Imparato, 564 – Cangaíba.
Telefone: 2214-7114, 2214-7111.
Atrações:

18h30
Lu Horta

20h30
Ballet Stagium

CEU – Rosa da China

Endereço: R. Clara Petrella, s/nº – Jd. São Roberto / Sapoemba.
Telefone: 2701-2300.
Atrações:

18h05
Arlequim, servidor de dois amos

11h00
Pedrinho São Luiz

15h00
Peixelétrico

17h30
Nossa Chama

CEU – São Matheus

Endereço: R. Curumatim, 201 – Pq. Boa Esperança / Iguatemi.
Telefone: 2732-8154.
Atrações:

18h30
Nelson Triunfo

10h00
Por que?

CEU – Sapopemba

Endereço: R. Manuel Quirino de Matos, s/nº – Sapopemba.
Telefone: 3793-0129.
Atrações:

19h30
Ballet da cidade de Niterói

17h50
Língua de Trapo

CEU – São Rafael

Endereço: R. Cinira Polônio, 100 – Jd. Rio Claro.
Telefone: 2752-1023.
Atrações:

18h30
Rodrigo Campos

15h00
Graça Cunha

17h30
Ras Bernardo

CEU – Tiquatira

Endereço: Av. Condessa Elizabeth de Robiano, s/nº.
Telefone: 2227-0516.
Atrações:

15h00
Danilo Cavalcanti

17h00
Clerouac

CEU – Três Lagos

Endereço: Estrada do Barro Branco, s/nº – Jd. Noronha.
Telefone: 5976-5642, 5976-5643.
Atrações:

18h30
Reinaldo – O príncipe do pagode

11h00
Lendas Brasileiras

CEU – Três Pontes

Endereço: R. Capachos, s/nº – Jd Helena.
Telefone: 3678-5383, 3678-5384.
Atrações:

15h00
Flat’n Sharp

17h00
Ena ha

CEU – Vila Atlântica

Endereço: R. Coronel José Venâncio Dias, 840 – Jd. Nadini.
Telefone: 3901-8766, 3901-8769.
Atrações:

21h00
Duofel Plays Beatles

16h30
Choro das 3

CEU – Vila Curuçá

Endereço: Av. Marechal Tito, 3.400 – Vila Curuçá.
Telefone: 2563-6145.
Atrações:

18h30
Tavito

16h00
Carolina Soares

CEU – Vila do Sol

Endereço: Av. dos Funcionários Públicos, 369 – Jd Angela.
Telefone: 5896-3322.
Atrações:

18h30
Kamau

17h00
Edvaldo Santana

CEU – Vila Rubi

Endereço: R. Domingos Tarroso, 101 – Grajaú.
Telefone: 5662-6512.
Atrações:

20h00
Pitanga em pé de amora

15h00
Passoca

CEU – Cantos do Amanhecer

Endereço: Av. Cantos do Amanhecer, s/nº – Jd Mitsutami.
Telefone: 5824.6768, 5824.6796.
Atrações:

18h30
Peça: A escolha –

15h00
Jazz Afro Cubano

MUSEU DA CASA BRASILEIRA

Um museu pode ser provocativo, estimular as novas gerações para as questões contemporâneas e, ao mesmo tempo, preservar a memória e toda a sobriedade que a história requer. O Museu da Casa Brasileira (MCB), privilegiado por uma localização de fácil acesso na cidade de São Paulo (avenida Brigadeiro Faria Lima, 2.705), procura desempenhar tal tarefa. Expõe exemplares do mobiliário dos séculos XVII ao XXI, enquanto, paralelamente, abre espaço para mostras temporárias do que se produz na atualidade em objetos e design pelos quatro cantos do Brasil e do mundo. Mais do que isso, promove discussões, cursos e palestras sobre temas pertinentes à arquitetura e ao design. Reforça assim sua vocação para atender as demandas de um importante segmento da criação. Busca também formar novas platéias aptas a usufruir o patrimônio guardado e exibido em suas dependências através de ações educativas durante visitações didáticas previamente agendadas.

Para oferecer um pacote completo de possibilidades ao visitante, o Museu possui um restaurante. Um amplo jardim com mais de 6.000 m² e cerca de 200 espécies de árvores brasileiras, que se destaca entre a densa massa de concreto da região, integra o conjunto arquitetônico do Solar Fábio Prado, construído durante a década de 40 e onde o Museu está instalado desde 1972. Ao redor desse imenso gramado acontecem atividades aos fins de semana, como as apresentações musicais programadas para as manhãs de domingos.

O MCB é uma instituição pública pertencente à rede de 16 museus estaduais, vinculada à Secretaria de Estado da Cultura, e da qual fazem parte entre outros: Pinacoteca do Estado, Museu da Imagem e do Som (MIS), Museu de Arte Sacra, Memorial do Imigrante e Paço das Artes.
Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano – São Paulo-SP, CEP 01451000.
Telefone: (11) 3032-3727.
Atrações:

18h00
Monitoria especial

20h00
Baile com a Banda Glória

20h00
Jantar no MCB

08h00
Monitoria especial

11h00
Orquestra Teatro Lírico de Equipe faz concerto no MCB

12h00
Almoço no Museu

TEATRO SÉRGIO CARDOSO

Endereço: Rua Barra Funda, 171 – Barra Funda – São Paulo – SP.
Telefone: (11) 3667-0499.
23h30
Thobias da Vai-Vai e Eliseth Rosa

Sinopse:
Thobias da Vai-Vai e Eliseth Rosa
(Música)
Início: dia 2 às 23h30
THEATRO SÃO PEDRO

Endereço: Rua Barra Funda, 171 – Barra Funda – São Paulo – SP.
Telefone: (11) 3667-0499.
23h30
Big Band da Santa – Regente: Paulo Tiné

Sinopse:
Big Band da Santa – Regente: Paulo Tiné
(Música)
Início: dia 2 às 23h30

CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas- Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura é um Centro Cultural localizado na Avenida Paulista 37, em um dos últimos casarões da avenida mais movimentada do país. A atmosfera onírica da antiga construção e seu jardim, em contraste com a moderna estrutura urbana, traduz o que a Casa das Rosas representa: um refúgio onde toda a expressão poética encontra seu espaço. Um território onde a liberdade artística se materializa, por meio de saraus, recitais, lançamentos de livros, peças de teatro, exposições e qualquer outro formato que privilegie a difusão da poesia e da arte em geral.

A poesia encontra na Casa das Rosas um espaço completamente democrático, onde se pretende desfazer preconceitos e qualquer paradigma negativo sobre a arte poética. É também o primeiro espaço público do país destinado à poesia, sendo batizado como Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, em homenagem ao poeta paulistano, falecido em 2003.

ARQUITETURA

Projetada pelo arquiteto Ramos de Azevedo, em 1928, a casa mistura métodos construtivos de diferentes épocas, o chamado “estilo eclético”, com influência também da Art Déco. Construída numa área de 5.500 metros quadrados, a casa possui 30 cômodos no estilo arquitetônico francês. A Casa das Rosas agrega elementos da Renascença e do estilo Luis XV, que retomou os padrões e o rigor da arquitetura greco-romana, o que se convencionou chamar de neoclassicismo. O interior da Casa é ainda mais eclético, pois combina elementos decorativos ingleses, principalmente nas aplicações de gesso nos estilos Adam, Hepplewhite, Shareton e Chippendale em seus 30 cômodos, claramente divididos em área social, íntima e de serviço. A Casa das Rosas foi declarada patrimônio público pelo Condenphaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo), sendo tombada em 1985.

Francisco de Paula Ramos de Azevedo (São Paulo, SP- 1851-1929) foi o mais importante arquiteto do período áureo da economia cafeeira em São Paulo. Suas dezenas de projetos de edifícios públicos e residências contribuíram para redefinir a cidade como metrópole de vocação cosmopolita. A Casa das Rosas foi projetada e construída por seu escritório entre 1928 e 1935 para sua filha Lúcia Ramos de Azevedo, que residiu na casa com o marido, o engenheiro Ernesto Dias de Castro.
Endereço: Av. Paulista, 37, CEP 01311902.
Telefone: 11) 3285.6986.
Atrações:

18h00
A Atriz Ideal – Cia. Teatral Amigos do Almeida

20h00
O Réquiem das Flores – Grupo Quântica Teatro Laboratório

00h00
Marsicano

02h00
Banda Babilaques

04h00
Banda Paralela

06h00
Conjunto Língua Brasileira

08h00
Dado Trio

10h00
Felisdônio – Com Micrantos Cia. De Dança

12h00
Cantadores e repentistas

13h00
Paris Te Amo

15h00
Contação de histórias

16h00
Sarau Chama Poética com o tema: ‘Longa é a arte, tão breve a vida” .

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista, CEP 01311902.
Atrações:

18h00
A Atriz Ideal

20h00
O Réquiem das Flores

22h00
Navalha na liga

00h00
Marsicano – Recital de cítara indiana

02h00
Banda Babilaques

04h00
Banda Paralela

06h00
Conjunto Língua Brasileira

08h00
Dado Trio

10h00
Felisdônio

12h00
Cantadores e repentistas

13h00
Paris Te Amo

15h00
Contos de Enganar a Morte, com Mafuane Oliveira

16h00
Sarau Chama Poética com o tema: Longa é a arte, tão breve a vida

Museu do Ipiranga

Espaço no Boulevard do Museu do Ipiranga
Endereço: Parque da Independência, s/nº – Ipiranga – Zona Sul, CEP 04218970.
Espaço: Espaço Boulevard;
Telefone: 11 3035 1155, 11 3035 1176.
17h00
Salvar o Planeta. É agora ou Agora

Sinopse:
As mudanças climáticas estão acontecendo a um ritmo muito mais acelerado do que o pior cenário previsto pela ciência. Seus impactosjá representam o maior desafio enfrentado pela humanidade. Não há mais tempo a perder. participe de uma visita guiada gratuita e conheça as propostas do Greenpeace.
(Fotografia)
Início: dia 2 às 17h00

MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

Endereço: Av. Europa, 158 – Jardim Europa – São Paulo-SP.
Telefone: (11) 2117-4777.
Atrações:

18h00
Estúdio do LABMIS

20h00
Show musical

21h00
Workshop aberto – LABMIS

00h00
Cinema

10h00
Campeonato de games ou RPG (a definir).

15h00
OfiCine

MUSEU DO FUTEBOL

Endereço: Praça Charles Miller, s/n, Estádio Paulo Machado de Carvalho – Pacaembu.
Telefone: (11) 3663-3848.
Debate sobre campeonatos estaduais

Sinopse:
Debate sobre campeonatos estaduais (aproveitando que os principais campeonatos – SP, RJ, MG, RS – encerram no domingo, dia 3/5) e, talvez, uma atividade em parceria com o grupo Jogando no Quintal.
Será estendido o horário de funcionamento do museu: bilheteria até 21h, museu até 22h.
Horários: dia 2 às 00h00 e às 18h00.

MEMORIAL DO IMIGRANTE

Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca – São Paulo-SP.
Telefone: (11) 2692-7804.
10h00
120 anos da Hospedaria de Imigrantes

Sinopse:
A mostra apresenta um mapa com as principais hospedarias de imigração do mundo e, em um balcão, é possível conferir alguns documentos de imigrantes que chegaram ao Brasil, como listas de bordo e passaportes. Na sala de terminais de consulta, podem-se ouvir as histórias dos viajantes ou fazer pesquisa sobre famílias. Há também uma projeção de cinco minutos de narração e vídeo que conta a história da Hospedaria.
Passeio de locomotiva das 10h às 17 horas.
Caffé Bistrô do Imigrante com cardápio especial aos finais de semana.
(Exposição)
Início: dia 3 às 10h00

CINESESC

A partir da 0h, a unidade exibe três filmes. Nos intervalos das sessões, haverá apresentações e performances. Após a última sessão, será oferecido café da manhã. Confira os preços no local.
Endereço: Rua Augusta, 2075.
Atrações:

23h00
A garota ideal – De Craig Gillespie

01h00
Caro Francis – De Nelson Hoineff

03h00
A ilha da morte – De Wolney Oliveira

05h00
Stella – De Sylvie Verheyde

SESC Consolação

Sesc Consolacao
Endereço: Rua Dr. Vila Nova, 245.
Telefone: 3234-3000.
Atrações:

18h00
SOY LOCO POR TI SÃO PAULO

18h00
MESTRE DE CERIMÔNIAS

18h00
TELÕES e VJ

18h00
DJ

18h00
ÍRIS GUARANY

19h00
MARIACHI TEQUILA

20h00
GATO NEGRO

21h00
TAPETES CONTADORES DE HISTÓRIAS

21h30
ESPECIAL CPT /SESC SP

22h30
RAÍZES DE AMÉRICA

22h30
ESTÚDIO FOTOGRÁFICO.

23h30
AULA ABERTA DE SALSA

00h00
SONORA HAVANA

01h30
TRASH POUR 4

03h00
Wander Wildner y sus Comancheros

SESC Interlagos

Atrações variadas.
Endereço: Avenida Manuel Alves Soares, 1.100.
Telefone: 5662-9500.
Atrações:

17h00
Histórias do olhar

08h00
São Paulo: Metrópole (Des)construída

08h30
Volpi-se in vitro

10h00
Corpusgraphias – A arte passa pelo corpo, o corpo passa pela arte

11h00
Trilha das artes – A vida é uma colagem

11h00
Espetáculo de dança

12h00
Brincando no quintal

SESC Ipiranga

Atrações variadas.
Endereço: Rua Bom Pastor, 822.
Telefone: 3340-2000.
Atrações:

Pequenos Fragmentos de Mortes Invisíveis

18h00
Cordão Ziriguidum

20h00
Virgínia Rosa

21h30
Sarau da Cooperifa

10h30
Joca Freire

12h00
Paraladibom – Circo Paraladosanjos

16h00
Bichos do mundo – Cia. Pia Fraus

SESC Itaquera

Várias atrações
Endereço: Avenida Fernando Espírito Santo Alves de Mattos, 1.000.
Telefone: 2523-9200.
Atrações:

13h00
Cia. Pessoal do Farostes – Ibejis

15h00
Frejat

SESC Pinheiros

Várias atrações.
Endereço: Rua Paes Leme, 195.
Telefone: 3095-9400.
Atrações:

Da pá virada

19h30
Mediano – Marco Antônio Pâmio

20h00
Graffiti Digital

20h30
Acrobacias aéreas

20h30
Canto a canto – Cia. Teatral As Graças

23h15
O homem das novidades

10h00
Geraldo Barros – Modulação de mundos

13h00
Oficina brinquedo do dia

14h00
Os cisnes selvagens – Cia. do mar

14h00
Os cisnes selvagens – Cia. do mar

15h00
O senhor dos sonhos – Cia. Truks

16h00
Cabaré aéreo – Ponto de Cultura Semente

17h00
Carinhas e Coroas

18h00
Leny Andrade e convidados

SESC Pompéia

PARIS É UMA FESTA!
A programação da unidade, batizada Paris é Uma Festa!, homenageia a França, como parte o projeto Ano da França no Brasil. Um breve passeio noturno por algumas expressões culturais vividas nos séculos 19 e 20 na França. Das noites de cabarets aos romances que abalaram o mundo literário.
Endereço: Rua Clélia, 93.
Telefone: 3871-7700.
Atrações:

Poeme Française (Poesias Francesas)

La toute – Puissance du reve (a onipotência do sonho)

Novos franceses remix

Mademoiselle France

Je t’aime (Eu te amo)

19h00
Noturnos – Entrevista aberta

19h00
Dolores Bourbon – Com ator e manipulador Márcio Pontes, da Cia. Polichinelo

15h00
Zouk

18h00
Cabaret mirim

SESC Santana

Sesc Santana.
Endereço: Avenida Luiz Dumont Villares, 579.
Telefone: 2971-8700.
Atrações:

GRUPO ARES – TEMPO AUSENTE.

18h00
ROCK BAND

18h00
CIA. PALCO DOS BONECOS – PALCO DE BONECOS

18h00
VJ CAROL

22h00
Pernambuco popular

00h00
FORMAS-ME.

11h00
TATÁ AEROPLANO (JUMBO ELECTRO E CÉREBRO ELETRÔNICO) – OFICINA LÚDICA DE COMPOSIÇÃO MUSICAL.

11h00
GRUPO CAIXA DE IMAGENS – NEM DIA NEM NOITE

11h30
CIA. PALCO DOS BONECOS – PALCO DE BONECOS

13h30
GRUPO CAIXA DE IMAGENS – TRAVESSIA

15h15
CENA INDIE DO NORDESTE

16h00
FORMAS-ME

16h00
FORMAS-ME

SESC Vila Mariana

EXPOSIÇÃO

OUTROS PASSATEMPOS – O JOGO E A ARTE EM ZONAS DE CONFLITO. Exposição de arte contemporânea com obras que utilizam o repertório visual de jogos e passatempos para abordar questões do universo adulto, como os diversos dilemas enfrentados pela contemporaneidade. Dia 2 e Dia 3, durante o horário de funcionamento da unidade. Grátis.

EM TORNO DE WILL EISNER. Série de atividades dedicadas à obra do desenhista norte-americano Will Eisner. Dia 2 e Dia 3, durante o horário de funcionamento da unidade. Livre. Grátis.

MÚSICA

MUDDY WATERS JR. O filho de Muddy Waters apresenta um repertório clássico de blues. Dia 2, 21h. R$ 30, R$ 15 e R$ 7,50.

CIA. ALAIRE. Show com composições de autoria do próprio grupo, baseadas na reatualização de linguagem pela qual passa o Flamenco hoje na Espanha e no cenário internacional, incluindo instrumentos diferentes dos tradicionais, destacando a fusão musical com elementos da música brasileira, jazz, latina e oriental. Dia 3, 13h30. Grátis.

IRMANDADE DO BLUES, BOCATO E ANDREAS KISSER. A tradicional banda de blues, acompanhada do trombonista Bocato e do guitarrista Andréas Kisser, recria grandes clássicos do blues. Dia 3, 18h. R$ 20, R$ 10 e R$ 5.

CRIANÇAS

COM A MÃO NA MASSA! – CIA. POLICHINELO DE TEATRO DE BONECOS. Narração de contos e histórias em que os personagens tiveram que trabalhar muito para conseguir o tão sonhado feliz pra sempre”. Dia 2, 15h. Grátis

TRAVESSIA – GRUPO CAIXA DE IMAGENS. Performance-itinerante com dois andarilhos que distribuem flores, poesias e entoam canções que mostram o quanto o percorrer do caminho é tão importante quanto o partir e o chegar. Concepção e elenco: Mônica Simões e Carlos Gaúcho. Orientação Geral: Cia. Artesãos do Corpo. Dia 2, 20h15. Grátis.

BISCOITOS DA SORTE – CIA. ILUSTRADA. Dois sábios chineses e o pequeno boneco Pin entregam ao público biscoitos da sorte com mensagens temáticas.
Dia 2, 21h20. Grátis.

TRÊS MINUTOS – GRUPO CAIXA DE IMAGENS. Em seu laboratório artístico, um cientista alquimista está prestes a alcançar o que até então lhe parecia impossível.
Dia 2, 21h20. Grátis

COM A MÃO NA MASSA! – CIA. POLICHINELO DE TEATRO DE BONECOS. Pensando no universo do trabalho, essa narração reúne contos e histórias em que os personagens tiveram que trabalhar muito para conseguir o tão sonhado feliz pra sempre”. Dia 3, 15h. Grátis.

PEDRO E O LOBO – CIA. IMAGO. Em comemoração aos seus 10 anos, a Cia. Imago reestréia a peça Pedro e o Lobo, inspirada num antigo conto russo, num espetáculo de bonecos com técnica de luz negra. Narração e trilha sonora do maestro Maestro Jamil Maluf. Dia 3, 15h30. R$ 12, R$ 6 e R$ 3.

O GRANDE INVENTO – TURMA DO PAPUM (SC). Dois caçadores de histórias estão atrás de um grande invento que faz os bichos falarem. Dia 3, 16h30. Grátis

TEATRO

A-LA-PE-PI-TÚA – GRUPO SERES DE LUZ TEATRO. Espetáculo de circo-teatro inspirado no filme La Strada, de Federico Fellini. A performance já percorreu diversos Festivais na Colômbia, Equador e Peru, além de ter algumas cenas selecionadas pelo Cirque du Soleil em 2001. Dia 2, 18h30 e 22h15. Grátis.

REALEJO POÉTICO – CIA. PATÉTICA. Intervenção com teatro de animação onde um poeta interage com público através de poesias e frases que despertam lembranças e emoções. Dia 3, a partir das 12h. Grátis.

CINEMA E VÍDEO

POE NOTURNO
Exibição de filme e narração de histórias de terror do escritor Edgar Allan Poe.
A QUEDA DA CASA DE USHER. De Jean Epstein e Luis Buñuel (França, 1928, 66min.). Lorde Roderick Usher e sua esposa doente vivem numa casa perdida no meio dos lagos. Um de seus amigos vai a este lugar carregado de angústia e enigmas e o encontra pintando com obstinação o retrato da mulher. Um dia ela morre. Enterram-na na cripta do parque. Mas Roderick está persuadido de que ela está apenas adormecida. A partir daí começa uma série de fatos estranhos e misteriosos em torno da casa de Usher. Dia 2, a partir das 19h30. Grátis.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS DE TERROR DE EDGAR ALLAN POE. Dia 3, 19h30. Grátis.
Endereço: Rua Pelotas, 141.
Telefone: 5080-3000.
Atrações:

A-LA-PE-PI-TÚA – GRUPO SERES DE LUZ TEATRO

18h00
OUTROS PASSATEMPOS – O JOGO E A ARTE EM ZONAS DE CONFLITO

18h00
EM TORNO DE WILL EISNER

19h30
POE NOTURNO – A QUEDA DA CASA DE USHER. – De Jean Epstein e Luis Buñuel (França, 1928, 66min.)

19h30
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS DE TERROR DE EDGAR ALLAN POE.

20h15
TRAVESSIA – GRUPO CAIXA DE IMAGENS – Mônica Simões e Carlos Gaúcho. Orientação Geral: Cia. Artesãos do Corpo.

21h00
MUDDY WATERS JR.

21h20
BISCOITOS DA SORTE – CIA. ILUSTRADA

21h20
TRÊS MINUTOS – GRUPO CAIXA DE IMAGENS

12h00
REALEJO POÉTICO – CIA. PATÉTICA

13h30
CIA. ALAIRE

15h00
COM A MÃO NA MASSA! – CIA. POLICHINELO DE TEATRO DE BONECOS.

15h30
PEDRO E O LOBO – CIA. IMAGO

16h30
O GRANDE INVENTO – TURMA DO PAPUM (SC)

18h00
IRMANDADE DO BLUES, BOCATO E ANDREAS KISSER

SESC Avenida Paulista

Atrações variadas.
Endereço: Avenida Paulista, 119.
Telefone: 3179-3700.
Atrações:

Cordel do amor sem fim

Sertão no Meio do Redemoinho

21h00
TRILHAS METRAGENS – SIN (F) TONIA PARA FILMES DE BUSTER KEATON

21h00
A noite mais fria do ano

22h00
Festa com DJ Greg Wilson

FIESP SESI-SP, Teatro

Endereço: Avenida Paulista, n°1313, CEP 01311923.
Espaço: Teatro do SESI;
Telefone: 3519-4286.
Atrações:

18h00
Primeiras Rosas – Cia. Pia Fraus

23h00
Vanguart e Garotas Suecas

00h30
Banda Oxe

02h00
Banda Dada Yute

03h30
Banda Terceira Edição

05h00
Banda 2

12h00
Música em Cena – Trio Krug – Vanzella – Savytzky

15h00
O Colecionador de Crepúsculos

18h00
Primeiras Rosas – Cia. Pia Fraus

FIESP SESI-SP, Galeria

Endereço: Avenida Paulista, n°1313, CEP 01311923.
Espaço: Galeria de Arte do SESI-SP;
Telefone: 3519-4286.
18h00
Exposição 1961 – A Arte Argentina na Encruzilhada: Informalismo e Nova Figuração

Sinopse:
A exposição compreende um acervo de 53 peças – telas, colagens e esculturas – produzidas de 1959 a 1962, nove fotos e 16 catálogos. Resultado de parceria entre a Associação de Amigos da Pinacoteca do Estado de São Paulo, o Museo Nacional de Bellas Artes – Buenos Aires, Argentina e o SESI-SP para a viabilização do projeto, a mostra reúne importantes obras de acervos particulares de colecionadores argentinos. O acervo, composto por produções de 25 artistas do movimento informalista, conta com nomes de artistas argentinos com intensa e influente produção no período, como Keneth Kemble, Luis Wells, Clorindo Testa, Antonio Berni, Nicolas Garcia Uriburu, Luis Felipe Noé, Ernesto Deira, Antonio Segui e Jorge de La Vega. A mostra tem curadoria do crítico de arte portenho Roberto Amigo.
Início: dia 2 às 18h00
MuBE – Museu Brasileiro da Escultura

Espaço cultural.
Endereço: Av. Europa, 218 – Jd. Europa, CEP 01449000.
Espaço: Salas e palco;
Telefone: 2594.2601.
Atrações:

17h00
QUATRO ESTAÇÕES – Coletivo Possível

17h00
YUTAKA TOYOTA – Yutaka Toyota

17h00
GROOVE SAMBA – Mistura da percussão e música eletrônica, com mixagens de som e imagens – GROOVE SAMBA

21h00
Drago – Amor pela música negra do passado

TEAT(R)O OFICINA

Uma rua de passagem como o sambódromo do Carnaval cercada por telas de projeção, com um teto móvel para ver o céu, e um janelão de 10 metros de altura para ver a cidade de São Paulo. Uma obra de arte patrimônio arquitetônico concebido por Lina Bo Bardi, e ocupado pela Associação Teat(r)o Oficina Uzyna Uzona desde 1961 na forma e na alma de um TERREIRO ELETRÔNICO.
Endereço: Rua Jaceguay, 520, CEP 01315010.
Espaço: TERREIRO ELETRÔNICO;
Telefone: 11 3106 2818, 11 3104 0678.
22h00
Cacilda!

Sinopse:
Primeira parte de uma tetralogia que conta as vidas da grande atriz Cacilda Becker, quando foi escrita, em 1990, Cacilda! reconciliou José Celso com o teatro brasileiro. Sua primeira encenação, em 1998, consolidou o projeto da Uzyna Uzona, que durante a década de 90 revivesceu o Teatro Oficina em espetáculos antológicos. Com quase quatro horas de duração, dividida em dois atos, a montagem mostra a infância e o início da vida artística da atriz Cacilda Becker no primeiro ato. O segundo ato é a narração ficcional do coma da atriz, que durou 40 dias, antes de sua morte consequência de um aneurisma sofrido no intervalo da apresentação de Esperando Godot em 1969. Através do antagonismo do teatro de coros e da protagonista, com trechos reencenados das peças que a atriz realizou, o segundo ato traz para cena importantes personagens da dramaturgia brazyleira como Paulo Autran, Zimbienski, Madame Morineau, Walmor Chagas, Adolfo Celli. Para contar a história desta grande dama do teatro, duas atrizes se revezam no papel principal, Bete Coelho e Leona Cavalli.
(Cinema e vídeo)
Início: dia 2 às 22h00
Duração: 240 minutos;
Centro da Cultura Judaica

A Casa de Cultura de Israel nasceu de um pequeno núcleo, o Instituto de Cultura Hebraica de São Paulo, destinado inicialmente ao ensino da língua hebraica.

Com o objetivo de ampliar o campo de ação do Instituto, sua diretoria criou a Sociedade Amigos da Casa, sendo seu fundador principal o Sr. Leon Feffer, na época cônsul-geral de Israel em São Paulo, que até seu falecimento foi presidente de honra da instituição.

Em 1964, com o apoio da Embaixada de Israel no Brasil, foi inaugurada oficialmente a Casa de Cultura de Israel, transformada dois anos mais tarde em sociedade civil sem fins lucrativos, religiosos ou políticos, propondo-se a estreitar as relações culturais entre o Brasil e Israel.

O Centro da Cultura Judaica é resultado de mais de 35 anos de trabalho da Casa de Cultura de Israel na divulgação da cultura judaica, da produção cultural de Israel e no fortalecimento de laços entre a comunidade judaica e a grande sociedade brasileira.

Inaugurada oficialmente em abril de 2003, a sede do Centro da Cultura Judaica foi projetada pelo arquiteto Roberto Loeb e destaca-se na paisagem de São Paulo como uma grande Torá – o rolo sagrado das escrituras -, mostrando-se para toda a cidade e convidando a todos para entrar e conhecer o que a cultura judaica tem a oferecer.
Endereço: Rua Oscar Freire, 2500, Sumaré.
Telefone: 3065-4333.
Atrações:

18h00
MAD SCIENCE

19h00
WORKSHOP DE CULINÁRIA COM BRENO LERNER

21h00
INTERCÂMBIO MUSICAL COM MÔNICA SALMASO, TONINHO FERRAGUTTI E TECO CARDOSO

00h00
MARATONA DE DANÇA

09h30
SIPURIM, A HORA DA HISTÓRIA COM ANDREA DUPRÉ E DANIEL WARREN

11h30
SIPURIM, A HORA DA HISTÓRIA COM MARIANA GOTFRIED E BENY ZEKHRY

13h00
CINE INFANTIL– FILME: COMPETINDO COM OS STEINS

15h00
WORKSHOP DE CULINÁRIA PARA PAIS E FILHOS COM BRENO LERNER

18h00
JOGANDO NO QUINTAL

Teatro dos Arcos

Medidas do palco:
3,72m -Altura
9m -Profundidade
9,70m -Largura
3,70m -Altura
7,76m -Boca de cena
Endereço: Rua Jandaia, 218, CEP 01316100.
Espaço: teatro de arena;
Telefone: 1131017802.
20h00
“Sem medo de ser feliz”

Sinopse:
Nessa montagem, a peça “Sem medo de ser feliz” propõe um espetáculo vibrante que se utiliza de diversas linguagens para levar aos palcos o mais novo texto do dramaturgo Jorge Julião.

Um palco vazio abre espaço para o talentoso elenco compor 11 personagens e seus conflitos dentro da proposta teatral de falar sobre qualidade de vida com uma linguagem jovem e vibrante. Narra à trajetória de uma família de classe média brasileira, os medos e desesperos dos pais, ao tentar mostrar um mundo de distorções em que vivemos. Tudo narrado com muito humor, o texto começa com Zefinha, a faxineira da casa mostrando a família sua preocupação com o meio ambiente.

Logo em seguida depois de férias quase forçadas, a família se encontra dentro de um carro com várias situações de confusão armada pelas crianças.
————————————
A música do espetáculo será executada ao vivo ponteando todas as situações mencionadas no texto. Serão compostas 05 músicas sempre fazendo o público jovem refletir e pensar em como melhorar a nossa vida e a do planeta. Logo em seguida temos uma passagem de tempo, mostrando o dia a dia dos filhos do casal dentro da escola, participando de um Show de talentos onde os trabalhos vão ser apreciados no concurso estudantil “Planeta Azul”.
Em “Sem medo de ser feliz”, o grupo retrata algumas questões sobre meio ambiente, doenças sexualmente transmissíveis, qualidade de vida, Aids e também a falta de comunicação e informação entre os jovens e familiares. O texto mistura interpretação, áudio visual e música encantando e mantendo a atenção da platéia com muito humor, de uma forma direta e descontraída, ambos ao som de músicas interpretadas ao vivo pelos próprios atores em cena.
(Teatro)
Início: dia 2 às 20h00
Duração: 1 minutos;
Espaço Arte Música e Consciência

Atelier de Arte- Terapia
Endereço: Avenida Zumkeller, 362 – continuação Rua Voluntários /Zona Norte, CEP 02420000.
Espaço: Sala 1 – Atelier e Sala 2 Exposição;
Telefone: 2232-6369, 7210.1817.
Atrações:

10h00
Ateliê de Arte para crianças de 07 à 12 anos

14h00
Oficina de Musicalização para Crianças de 07 à 12 anos

GREMIO ARCO IRIS

RUA SEM SAIDA, AO LADO DO CENTRO CULTURAL DA LAPA
Endereço: RUA GUAICURUS. 906.
Espaço: RUA;
Telefone: 11 27120162, 11 80838327.
18h00

AULAS DE PERCURSÃO

Sinopse:
A ESCOLA DE SAMBA ARCO IRIS DARA AULAS DE PERCUSSÃO COM OS MESTRES DE BATERIA DA ESCOLA
(Música)
Início: dia 2 às 18h00
CIA Paulista de Teatro

Endereço: Rua Francisca Júlia, 588, CEP 02403011.
Telefone: (11) 9190.1850.
20h00
Sexo, drogas e rock ‘n roll

Sinopse:
3ª Mostra de Artes Cênicas da CIA Paulista de Teatro
(Teatro)
Início: dia 2 às 20h00
Arte Itinerante Mineira

A Rua Barão de Itapetininga como galeria itinerante. Instalações, perfomaces, exposições, intervenções, musica e sorrisos.
Contamos com muitos artistas presentes no local por toda a Virada Cultural…

http://arteitinerantemineira.blogspot.com/
Endereço: Rua Barão de Itapetininga.
Espaço: Trajeto Praça da Republica ao Teatro Municipal;
Telefone: (031) 9979-1896.
Atrações:

17h00
Willian Mota

17h00
Só vendo para olhar

17h00
Bernardo Amarante

17h00
Chão – Leonardo Lima

17h00
Ana Pedrosa

17h00
Mare de Matos

17h00
Raphael Rodrigues

17h00
Fred

17h00
Carou Ponto

17h00
Marcela

17h00
Priscila Cristina

17h00
Marina de Paula

17h00
Deise Oliveira

17h00
Renata Nery

17h00
Radharani Lenine

17h00
Pedro Valadares

17h00
Davi Lanna

17h00
Ana Carolina Barbosa

17h00
Flora Lopes

17h00
Gilberto Macruz Inacio

17h00
Camila Baldon

17h00
Claudiney José de Souza

17h00
Ramon Faria

17h00
Wilton Vinicius

17h00
Luiz Carlos Kern Bustamante

17h00
Pablo Campos

17h00
Flavia Virginia

17h00
Leonardo Lima Duarte

17h00
Leandro Duarte

17h00
Flavia Ribeiro

17h00
Luiz Felipe

17h00
Eduardo Mendes

17h00
Desgraçado

CDC Patriarca/ Morro Vermelho

Galpão com 4,5m de pé direito, com aproximadamente 75m² de área. É geralemnte utilizado para treinos circenses e saraus.
Endereço: Rua Frederico Brotero, 60.
Espaço: sala galpão;
18h00
24 Horas de Borboletas – Coletivo Borboletas (formado pelos grupos Mentecorpos do Balaio, Teatro dos Orelhas e Teatro da Chuva)

Sinopse:
Vivência de 24h ininterruptas em teatro, dança, musica e circo. O intuito é colocar o coletivo Borboletas (formado pelos grupos Mentecorpos do Balaio, Teatro dos Orelhas e Teatro da Chuva) por 24h ininterruptas de mergulho em experiências artísticas, cruzando os distintos processos de montagem de três espetáculos:

\Processo Divino\, do Mentecorpos do Balaio
\Trabalhos de Amor Perdidos\, do Teatro dos Orelhas
\As Meninas\, do Teatro da Chuva

As 24h de experimentos serão abertas ao publico, que pode participar diretamente ou assistir aos procedimentos.

O objetivo é o de colocar a prova diversos programas de ensaio de maneira ininterrupta, provocando estímulos por meio do encontro entre os grupos e publico, afim de favorecer o diálogo entre a obra em construção e a interferência do meio.
Início: dia 2 às 18h00
Livraria Cultura – Shopping Villa Lobos

Censura Livre – Distribuição de senhas 1 hora antes do evento. Estacionamento: 2 horas R$ 5,00 + hora adicional. Acesso para deficientes.
Endereço: Av. Nações Unidas, 4777 – Alto de Pinheiros, CEP 05477700.
Espaço: Auditório;
Telefone: (11) 30243599.
Atrações:

17h00
AUTÓGRAFOS – COLEÇÃO CINEMA MARGINAL BRASILEIRO – LUME FILMES & HECO FILMES – ANDRÉA TONACCI

19h00
CULTURA EXPERIMENTAL – BANDA LABIRINTO – BANDA LABIRINTO

20h00
CULTURA EXPERIMENTAL – NATHAN BELL (USA) – NATHAN BELL (USA)

21h00
CULTURA EXPERIMENTAL – PATIFE BAND – PATIFE BAND

Livraria Cultura – Market Place

Censura Livre – Distribuição de senhas 1 hora antes do evento. Acesso para deficientes.
Endereço: Av Dr CHUCRI ZAIDAN, 902 – PISO 1, CEP 04583903.
Espaço: Auditório;
Telefone: (11) 3474-4033.
Atrações:

16h00
NOVAS BOSSAS, NOVOS SONS – RODRIGO DEL ARC – RODRIGO DEL ARC

17h00
NOVAS BOSSAS, NOVOS SONS – VINICIUS CALDERONI – VINICIUS CALDERONI

18h00
NOVAS BOSSAS, NOVOS SONS – VERÔNICA FERRIANI – VERÔNICA FERRIANI

Praça Santa Quitéria – JD. Nordeste

Praça de esportes com muita área verde, espaço de cultura, arte e lazer.
Endereço: Rua Piraquara, s/n – Praça.
Espaço: Praça;
Telefone: 3482-6176, 6143-9703.
Atrações:

19h00
CARTAZ DO EVENTO

19h00
PRAÇA SANTA QUITÉRIA JD. NORDESTE – PROGRAMAÇÃO SABADO E DOMINGO

16h00
DENILSON Voz e Violão – Denilson Oliveira Guitarrista, Violinista, Vocal e percursão

19h00
Luciano e Daniel Dupla Sertaneja Lançamento de CD. – Luciano e Daniel

CENTRO CULTURAL ARTE EM CONSTRUÇÃO – TEATRO VENTRE DE LONA

O CENTRO CULTURAL ARTE EM CONSTRUÇÃO É A SEDE DO INSTITUTO POMBAS URBANAS. TEM 1600M. SEU TEATRO CHAMADO VENTRE DE LONA TME MEDIDA DE 13M X 11 M COM LINÓLEO E CAPACIDADE PARA 120 PESSOAS COM ARQUIBANCADAS MÓVEIS, EQUIPAMENTO DE LUZ E SOM.FICA SITUADO NA AVENIDA DOS METALÚRGICOS, 2.100 NO BAIRRO CIDADE TIRADENTES,ZONA LESTE DE SÃO PAULO.
Endereço: AVENIDA DOS METALURGICOS, 2.100 – BAIRRO CIDADE TIRADENTES – SÃO PAULO – SP, CEP 08471000.
Espaço: TEATRO;
Telefone: 2285-5699, 2282-3801.
19h00

HISTÓRIAS PARA SEREM CONTADAS

Sinopse:
Sinopse do Espetáculo de Rua “Histórias Para Serem Contadas”
Tocando e cantando, um grupo de atores vai de cidade em cidade, de praça em praça, representando o jogo da vida. Numa linguagem vibrante, eles contam histórias incríveis de pessoas comuns, como do homem que virou cachorro e do camelô que ganhava a vida no grito e morria de dor de dente. São eles culpados ou inocentes de seus destinos? Com humor e violência as histórias revelam situações absurdas criadas na luta pela sobrevivência que pipocam e desaparecem. A rua, hoje palco do espetáculo, é o cenário cotidiano destas tragédias, comédias e dramas urbanos que muitos não querem ver. Seja por um pão, ou por nosso próximo sonho, nosso sangue se derrama neste ringue. Nascemos e morremos todos os dias. Mesmo que estas histórias aparentem estar distante de nós ou ser pura invenção, cuidado! Toda prontidão é pouca… Porque se ainda não aconteceu com você, um dia pode acontecer!
(Teatro)
Início: dia 2 às 19h00
Duração: 60 minutos;

HSBC Belas Artes

Originalmente este cultuado cinema, situado na esquina da rua da Consolação com a Av. Paulista, foi inaugurado com apenas três salas, em 1967. Em 1980 o cine Belas Artes foi reformado e passou a ter seis salas, cada uma batizada com o nome de um artista brasileiro: Villa-Lobos, Candido Portinari, Oscar Niemeyer, Aleijadinho, Mario de Andrade e Carmen Miranda.
No início de 2003 o cineasta André Sturm, diretor da distribuidora de filmes Pandora Filmes, procurou os proprietários do cinema e propôs uma sociedade, dando início a um projeto de recuperação. Em seguida Sturm estendeu a proposta a produtora de filmes O2, resultando na compra total do cinema, seguida de uma grande reforma, patrocinada pelo banco HSBC, cuja super-aguardada reinauguração aconteceu em maio de 2004, com super-lotação das 6 salas que projetavam, simultaneamente, o filme O Outro Lado da Rua, de Marcos Bernstein, estrelado por Fernanda Montenegro e Raul Cortês, presentes no evento que marcou o fim de um pesadelo para milhares de cinéfilos apaixonados pelo cinema, hoje HSBC Belas Artes.
Endereço: Rua da Consolação, 2423.
Espaço: todas as salas;
Telefone: 5093-0839.
18h00

VIRADA CINE-GASTRONÔMICA

Sinopse:
Das 10:00 de 2 de maio às 8:00 de 3 de maio, o HSBC Belas Artes realiza a VIRADA CINE-GASTRONÔMICA, um evento que junta o melhor da cinema e da gastronomia.

São 3 sessões de cinema durante a madrugada cujos filmes obedecem apenas a um critério de seleção: dar água na boca. No intervalo entre uma sessão e outra, a platéia passa por degustações gastronômicas.

PROGRAMAÇÃO
Entrada
Filme 1
Jantar
Filme 2
Sobremesa
Filme 3
Café da Manhã

(*) Filmes e cardápio estão em definição.

São 6 filmes disponíveis em 6 salas de cinema, onde cada participante poderá escolher 3.

FILMES DA PROGRAMAÇÃO – em definição.

Preço do ingresso – em definição.
(Cinema e vídeo)
Início: dia 2 às 18h00
Tango na Rua

Pça General Gentil Falcão
Endereço: Av. Eng. Luis Carlos Berrini, altura do numero 1000..
17h00
Tango na Rua

Sinopse:
Aula aberta de tango, seguida de uma milonga (baile de tango).Em uma festa descontraída a céu aberto, os mais experientes poderão dançar em uma pista especial, e os novatos terão aulas gratuitas, a cargo de professores e monitores. É este o espírito do projeto Tango na Rua, idealizado para divulgar o tango de salão, uma modalidade fácil de aprender, bonita de se ver e, principalmente, gostosa de dançar.

A maioria dos brasileiros conhece apenas o tango-show ou tango de palco, repleto de passos executados por dançarinos capazes de fazer malabarismos. A proposta do projeto é mostrar que, assim como o samba, o forró e as demais danças de salão, o tango pode ser aprendido por qualquer pessoa, em qualquer idade, exigindo apenas dedicação e um pouco de paciência.

Dançar tango nas ruas não é comum apenas em Buenos Aires e outras cidades argentinas. Esse costume também é adotado em algumas das grandes capitais do mundo. Em Lisboa, dança-se tango no Largo do Carmo; em Londres no Hyde-Park e Nova York no Central Park.

Idealizado pelo advogado Jairo Braz de Souza, o projeto Tango na Rua é promovido por ele e mais quatro entusiastas da dança (Juliana Machado Maggioli, Milton Saldanha, Rubens do Rego Macedo e Virgínia Perez Hollaender), com o apoio da Prefeitura Municipal de São Paulo, que fez obras na praça e criou uma pista adequada à sua prática.

Divulgação Blander & Associados. Contato: Antonia (11) 9980-8056.
Início: dia 3 às 17h00
Duração: 180 minutos;
Estúdio La casa de Musica

Endereço: r. alves guimaraes, 723, CEP 05410001.
Telefone: 30852264.
Atrações:

20h10
Mr. Ludico & Tupiniquin

22h00
Retratos delimitados

Casa Mestre Ananias

Casa antiga do Bixiga com estrutura e proposta de convivência através das culturas populares em sua apresentação tradicional. Possui três ambientes; uma sala de 50m2 onde ocorrem as atrações, um quintal aberto de 108m2 e um ambiente de convivência de 60m2. Além disso há uma cozinha de 20m2 com acesso pelo quintal e a área de convivência.
Endereço: Rua Conselheiro Ramalho, 945 – Bixiga, CEP 01325001.
Espaço: sala fechada e quintal aberto;
Telefone: 39260676.
18h00
Mestre Ananias e o samba de roda Garoa do Recôncavo

Sinopse:

O SAMBA DE RODA BAIANO

O samba de roda do Recôncavo Baiano é uma expressão musical, coreográfica, poética e festiva das mais importantes e significativas da cultura brasileira (Patrimônio Imaterial e Oral da Humanidade – Unesco). O Mestre Ananias é ramanescente do Recôncavo e pioneiro em São Paulo (desde 1953) e um dos expoentes dessa cultura.
A Casa Mestre Ananias é uma sede desse movimento através do grupo “GAROA DO RECÔNCAVO” formado por discípulos e sambadores. É um retrato do samba do Recôncavo Baiano já que é liderado por um remanescente baiano e é uma atração da Cultura Paulistana
Formação 10 componentes: Viola Machete, violão e cavaco, 02 pandeiros, atabaque, percussão e 04 coristas dançarinas caracterizadas.
Início: dia 2 às 18h00
Duração: 120 minutos;

HCSP FEST 2

Espaço para shows de bandas Independentes
Endereço: RUA VEREADOR DIOMAR NOVAES, 1, CEP 08500015.
Espaço: Palco;
Telefone: 7994-0653, 9322-8745.
18h00
HCSP FEST 2

Sinopse:
NORTE CARTEL
OITÃO
SANGUE RUIM
TOTAL HXCX
SANGUE NO ZOIO
011HC
(Música)
Início: dia 2 às 18h00
Duração: 100 minutos;

Archivado en: cotidiano, cultura, internet, multimidia, musica, musica brasilera, San Pablo, teatro Brasilero, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

:: busca por temática

:: lo mas visto

:: mandioca.lelê

:: Brasil y São Paulo en linea

A toda hora. Crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

Ingrese su e-mail y reciba las notificaciones de nuevos posts via correo electrónico.

Únete a otros 142 seguidores

:: lo publicado mes a mes

:: los mas acesados

:: entradas

A %d blogueros les gusta esto: