m a n d i o c a . l e l ê

Icono

Brasil en linea y San Pablo a toda hora: crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

– Discriminación social: Libro on-line para comunicadores sociales.

Muchos preconceptos tienen los comunicadores sociales: especialmente  informativistas, y muy especialemente en la TV. Graves son pautas y tambien las omisiones en cuanto la editorialización del contenido de la noticia. Grave es pautar por motivos corporativos o por ignoracia. Grave es saber y no pautar pasando sobre los preconceptos. Un “anchor de midia” con preconceptos, no es un formador de opinión es   un terrorista: actua sobre la homeostasis del espectador causandole desquiquilibrio bioquímico con sus jusgamientos apresurados y burros : bueno es leer este libro. Por que es “Criminoso Discriminar”

La publicación Textos de la Media Legal 5 – Especialistas por la No-Discriminación será lanzada mañana (10), durante el Simposio “Es Delito Discriminar – Conclusión de la Celebración de los 10 Años de la Escuela Superior del Ministerio Público de la Unión”, en Brasilia. El libro, elaborado por la ONG Escuela de Gente – Comunicación en Inclusión, presenta ejemplos que pueden orientar a las personas y a los responsables de elaborar políticas públicas a incorporar la no-discriminación en la vida diaria, profesional, comunitaria y política.El evento va a contar con la participación de representantes de la sociedad civil, de miembros del Ministerio Público Federal de diferentes estados y de los nuevos procuradores de la República. Con esto, la Escuela de Gente pretende sensibilizar a los nuevos procuradores para que aumenten los lazos con la sociedad civil y participen de espacios de diál ogos en la búsqueda de nuevas soluciones para enfrentar la discriminación.

El documento de 129 páginas se puede descargar on-line también es distribuido en diferentes medios: impresos, en braille, como audio libro en medio digital y en cassete para que personas ciegas, con baja visión o no-alfabetizadas tengan acceso a su contenido. Está disponible para descargar en el sitio web de la Escuela de Gente (www.escoladegente.org.br). La publicación profundiza y complementa los Manuales de la Media Legal, serie publicada por la Escuela de Gente desde 2002.

Fuente: www.escoladegente.org.br


10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos

A Escola de Gente – Comunicação em Inclusão e a Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) têm o prazer de convidar para o lançamento do livro Textos da Mídia Legal 5 – Especialistas pela Não-Discriminação, que se realizará no dia 10 de dezembro, às 17h30, em Brasília, da sede da ESMPU, no encerramento do Simpósio “É Criminoso Discriminar – Conclusão da Celebração dos 10 anos da ESMPU”, como parte da programação do VII Curso de Ingresso e Vitaliciamento para Procuradores da República.

Com apresentação do procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, o Textos da Mídia Legal dá início a uma nova série de conteúdos da Escola de Gente e foi organizado pela cientista política Marcela Vecchione a partir de cinco debates realizados na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no ano de 2007, durante o 5º Encontro da Mídia Legal – Universitários pela Não-Discriminação. O Encontro reuniu estudiosos(as) de direitos humanos, diversidade e inclusão da sociedade civil, mídia, do governo, de conselhos de direitos e do Ministério Público da União de todas as regiões do Brasil, e do Paraguai, em projeto social patrocinado pela Petrobras.

O Textos da Mídia Legal, com 129 páginas e distribuição gratuita, tem patrocínio da Petrobras, Wilson, Sons e Metrô Rio. É um conteúdo elaborado em parceria com a Fundação Avina e a Escola Superior do Ministério Público da União, editado pela WVA Editora com o apoio do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Com a nova publicação, a Escola de Gente avança em sua meta de se tornar referência na produção de conteúdo sobre inclusão na América Latina.

Acessibilidade – O Textos da Mídia Legal estará disponível em sete mídias: impresso, braile, livro falado em meio digital e em K7; disponível também para download no site da Escola de Gente (www.escoladegente.org.br) em TXT, DOC e PDF. Desse modo, pessoas cegas, com baixa visão, não-alfabetizadas e que por uma razão ou por outra não possam segurar ou ler um livro conseguirão acessar o seu conteúdo. O objetivo da Escola de Gente ao adotar essas medidas de acessibilidade previstas na legislação brasileira é garantir que diferentes condições humanas, independentemente de seus modos de vida e de terem tido acesso ou não à escolaridade, possam acessar o conteúdo publicado.

Lançamento na ESMPU –  A solenidade contará com a participação de representantes da sociedade civil, de membros do Ministério Público Federal de diferentes estados e dos(as)  novos(as) procuradores(as) da República que estarão no curso de formação para a carreira de procuradores(as) da República, após aprovação em concurso público. O objetivo da Escola de Gente – que atua para complementar a formação de jovens no Brasil e em outros países da  América Latina em relação a temas como sociedade inclusiva, não-discriminação e diversidade – é sensibilizar os(as) novos(as) procuradores(as) para o estreitamento de laços com a sociedade civil.

Exemplos e orientações – O Textos da Mídia Legal oferece uma leitura reflexiva e analítica, complementando o Manual da Mídia Legal 5 – Comunicadores pela Não-Discriminação lançado em março de 2008 pela Escola de Gente. A expectativa é que o novo conteúdo mobilize as pessoas e os(as) responsáveis por políticas públicas a incorporar a não-discriminação na vida diária, profissional, comunitária e política. O livro explica porque discriminar é um ato de violação de direitos humanos, aprofundando conceitos que interessam a formuladores(as) de políticas públicas, jornalistas, universitários(as), entre distintos públicos.

Diversidade e Não-Discriminação –  A proposta do Textos da Mídia Legal 5 – Especialistas pela Não-Discriminação ganha relevo quando se pensa nas várias formas de discriminação, muitas vezes sutis, ainda em curso, especialmente em relação a pessoas com deficiência; jovens, negros(as); mulheres; crianças; pessoas gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transgêneros e transexuais (GLBTTT); populações tradicionais como indígenas, ciganos e quilombolas; além de moradores(as) de comunidades populares. Para a Escola de Gente, a dificuldade que a sociedade tem em considerar como legítimas todas as diversidades e pluralidades existentes nos modos de ser, estar, se expressar e participar  dos processos democráticos da nação tem promovido formas cada vez mais sofisticadas de discriminação.

“É Criminoso Discriminar” – Essas múltiplas violações aos direitos humanos levaram a Escola de Gente e outros(as) parceiros(as) de diferentes setores sociais a redigirem e enviarem ao Ministério Público brasileiro, em novembro de 2006, a carta “É Criminoso Discriminar”, postulando uma atuação conjunta dos Ministérios Públicos do Cone Sul e da sociedade contra a discriminação na região, por meio da responsabilização daqueles(as) que praticam atos discriminatórios. A carta “É Criminoso Discriminar”, redigida durante o I Seminário Latino-Americano Mídia Legal, foi encaminhada ao procurador geral da República e incidiu na pauta de Direitos Humanos da Rede de Procuradores do Mercosul. A publicação Textos da Mídia Legal é mais um desdobramento do movimento “É Criminoso Discriminar”, que vem sendo disseminado em vários países.

Os(as) colaboradores(as) A Escola de Gente agradece muitíssimo aos(às) palestrantes e às instituições que doaram seus saberes e seus tempos para a realização do 5º Encontro da Mídia Legal – Universitários pela Não-Discriminação, no ano de 2007. A partir da sistematização de suas falas, foi possível elaborar o Textos da Mídia Legal 5 – Especialistas pela Não-Discriminação. São eles(as): Ana Oviedo, Bia Barbosa, Carolina Sanchez, Daniel Cara, Débora Seabra. Elen Linth, Eugênia Augusta Fávero, Eugênio José Guilherme de Aragão, Fabiana Gorenstein, Felipe Milanez, Gilberto de Palma,  Gilmara Fernades, José Ferreira Belisário Filho, José Romão, Kaká Wera, Leti Ritter, Mara Sartoretto, Meire Cavalcante, Raquel Mello, Rebecca Monte Nunes Bezerra, Rebecca Raposo, Regina Novaes, Sergio Gardengui Suiama e Veet Vivarta.


Archivado en: comunicacion, libros, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

:: busca por temática

:: lo mas visto

:: mandioca.lelê

:: Brasil y São Paulo en linea

A toda hora. Crónicas, personajes e historias de una ciudad que nunca para.

Ingrese su e-mail y reciba las notificaciones de nuevos posts via correo electrónico.

Únete a otros 144 seguidores

:: lo publicado mes a mes

:: los mas acesados

:: entradas

A %d blogueros les gusta esto: